Opel Grandland X 1.5 Turbo D – Ensaio Teste

By on 13 Dezembro, 2018

Opel Grandland X 1.5 Turbo D

Texto: José Manuel Costa ([email protected])

Ich bin der deutsche bruder der 3008

Não, não dei em louco e, não, não está enganado, não está a ler um sítio alemão, está no seu AUTOMAIS e este é o ensaio ao Opel Grandland X com o motor 1.5 litros turbodiesel. O que quer dizer o título? “Eu sou o irmão alemão do 3008”. Mas este ensaio sobre um modelo que só chega agora ao mercado nacional devido á rábula das portagens, vai-lhe dizer que o Grandland X é mais que o “bruder der 3008”. Perdão, o irmão do 3008.


Mais:

Estilo / Consumo / Habitabilidade

 

 

Menos:

Direção / Alguns detalhes de ergonomia

Exterior
Interior
Equipamento
Consumos
Ao volante
Concorrentes
Motor
Balanço final
Ficha técnica

Exterior

O mais novo membro da família X da Opel, um projeto feito em colaboração com o grupo PSA muito antes dos franceses terem assaltado o reino de Russelsheim via Detroit, tirando das mãos dos americanos uma batata cada vez mais quente, chega ao mercado tarde e com um carro que é um clone do Peugeot 3008. Gostos não se discutem, mas como sabem, adoro dar a minha opinião e no caso do Opel, Mark Hughes fez um excelente trabalho a “esconder” as origens do Grandland X. Vá, seja honesto, se não lhe tivesse dito que por baixo está o 3008, adivinhava?! Uma ova! O desenho é muito equilibrado, a frente não esfrega na nossa cara que é um Opel – nisso é bem melhor que o Crossland X – as linhas laterais e a forma como a superfície vidrada é tratada tem bom gosto e a aparência deste Opel é musculada. Pode não se destacar tanto como o 3008, mas que é de um bom gosto a toda a prova, isso é verdade. O Opel Grandland X tem a mesma plataforma do 3008, utiliza os motores do grupo PSA e, adivinhem… é fabricado na mesma unidade de produção do 3008 em França. Vá, a partir daqui… tudo é diferente, mesmo que de lado a sombra do 3008 sobrevoe a nossa visão.

Pontuação 7/10

Interior

Olhando para o interior… ohhhh!!! grandes diferenças! Sentados ao volante do Grandland X ninguém consegue ver alguma coisinha do 3008. Nada!!! Se fechar os olhos e abrir passados uns segundos, poderá pensar que acordou dentro de um Astra. A única coisa que acaba por trair essa sensação é o banco, que está, naturalmente, bem mais acima que no Astra. E essa situação faz com que a regulação do banco em altura seja feita na parte traseira da base, deixando a frente do banco demasiado elevada. Ora, isso acaba por provocar uma posição de condução uma nadinha estranha. Mas, como disse, excetuando este posicionamento do banco, ninguém diria que estamos dentro de um SUV. O espaço interior é muito semelhante aos dos rivais, a bagageira também (580 litros não é nada mau!) e a qualidade geral do Grandland X é boa. Naturalmente que se for picuinhas e procurar abaixo da linha do olhar, encontrará alguns plásticos menos perfeitos. Mas a montagem é sólida e o ambiente a bordo muito agradável. Nada de superior aos rivais, mas também não é inferior e se gosta destas coisas da segurança, fique a saber que o Grandland X da Opel tem cinco estrelas EuroNCAP.

Pontuação 8/10

 

Equipamento

O que não falta no Grandland X são características de segurança e ajuda á condução. Aliás, o novo crossover da Opel é muito generoso nesse aspecto oferecendo avisador de transposição involuntária da faixa de rodagem com correção no volante, avisador de cansaço do condutor, travagem autónoma de emergência, proteção dos peões, reconhecimento dos sinais de trânsito, enfim, tudo aquilo a que tem direito e que está disponível no Grandland X.

E não se preocupe que o IntelliLink (sistema de info entretenimento da Opel) oferece de série o Apple CarPlay e o Android Auto – e não funcionam nada mal, diga-se! – e um ecrã generoso de oito polegadas a cores que está prontinho para ficar cheio de dedadas, suas e dos seus filhotes…

Bem sentados nos bancos AGR e com ampla visibilidade, a condução do Grandland X é simples e relaxada, à imagem do motor. E pode carregar sem piedade a mala e os bancos que não há problema nenhum, pois a mobilidade está assegurada. Mas sempre com calma e tranquilidade, pois se é apressado, é melhor olhar para outro lado.

Pontuação 7/10

Consumos

A grande vantagem está mesmo nos consumos. Em determinados períodos do ensaio, o computador de bordo andou abaixo dos 4 litros de gasóleo por cada centena de quilómetros, terminando o ensaio com uma média de 5,1 l/100 km. O outro lado da moeda são os 17 litros de AdBlue que terá de atestar amiudes vezes para cumprir as normas antipoluição. Opções.

Pontuação 7/10

Ao volante

Onde não há dúvidas que o Grandland X se destaca é no conforto. É verdade que não foi confrontado com estradas muito violentas ao longo do ensaio, mas não se despenha nas lombas, mostra-se refinado e suave o suficiente para não incomodar quem está no banco traseiro. Eu andei lá e senti-me bem sem ficar com dores nas costas ou cansaço. Atrás não falta espaço para qualquer um mesmo jogadores da NBA. No que toca á dinâmica, posso dizer que gostei muito do Grandland X pois é exatamente igual à do Peugeot 3008. O que é um elogio, diga-se. A direção é desprovida de sensibilidade, embora seja direta e precisa. Após alguns quilómetros ficou evidente que este Opel não é, de todo, um SUV desportivo, mas sim um carro eficaz que tem capacidade para levar a família no mais completo descanso. Com uma boa posição de condução, um eixo dianteiro com boa aderência e uma traseira estável, não é complicado levar o Grandland X a qualquer lado.

Pontuação 7/10

Concorrentes

Nissan Qashqai

1461 c.c.; 110 CV; 260 Nm; 0-100 km/h em 11,9 seg,; 182 km/h; 3,8 l/100 km, 99 gr/km de CO2; 25.600€

(Veja o ensaio AQUI e conheça todas as versões e motorizações AQUI)

 

Renault Kadjar

1598 c.c.; 115 CV; 260 Nm; 0-100 km/h em 11,7 seg,; 182 km/h; 4,0 l/100 km, 104 gr/km de CO2; 32.010€

(Veja o ensaio AQUI e conheça todas as versões e motorizações AQUI)

 

Peugeot 3008

1499 c.c.; 130 CV; 300 Nm; 0-100 km/h em 10,8 seg,; 192 km/h; 4,0 l/100 km, 106 gr/km de CO2; 35.920€

(Veja o ensaio AQUI e conheça todas as versões e motorizações AQUI)

Motor

O bloco 1.5 litros turbodiesel é moderno, excelente em termos de desempenho e, como tal, permite uma boa desenvoltura e baixos consumos. A eficiência ambiental também é uma mais valia, utilizando já AdBlue (ureia líquida) para limpar os gases de escape. Com 130 CV e 300 Nm de binário, tem capacidade mais que suficiente para boas performances.

Pontuação 5/10

Balanço final

A maioria de vós que quer ter um SUV ou crossover porque é moda, não procura, certamente, um desportivo de dinâmica apurada, mas um carro com estilo, seguro, bem construído e equipado, com habitabilidade suficiente e bagageira profunda. Dito assim, o Opel Grandland X pode ser a sua escolha! Não se destaca em nada, mas é bom em quase tudo. É verdade que não consegui encontrar neste Opel aquele argumento que faz dele um melhor carro que o Peugeot 3008. Se for um adepto da conectividade, terá aqui uma vantagem do Opel face ao Peugeot. Mas será mesmo a única, além daquele que se espera ser o mais convincente de todos os argumentos… a relação preço/equipamento! E talvez o estilo menos espacial que o do 3008.

Pontuação 7/10

Ficha técnica

Motor

Tipo – Turbodiesel, 4 cil. em linha, injeção direta

Cilindrada (cm3) – 1499

Diâmetro x Curso (mm) – 75 x 84,8

Taxa de compressão – 16,5

Potência máxima (cv/rpm) – 130/3750

Binário máximo (Nm/rpm) – 300/1750

Transmissão e direção – dianteira, caixa manual de 6 vel.; pinhão e cremalheira com assistência elétrica

Suspensão (fr/tr) – independente duplo triângulo /eixo de torção

Prestações e consumos

Aceleração 0-100 km/h (s) – 11,3

Velocidade máxima (km/h) – 195

Consumos Extra urb./Urbano/Misto (l/100 km) – 3,8/4,7/4,1

Emissões de CO2 (gr/km) – 108

Dimensões e pesos

Comp./Larg./Alt. (mm) – 4477/1856/1609

Dist. entre eixos (mm) – 2675

Largura de vias fr/tr (mm) – 1595/1610

Travões (fr/tr) – discos vent fr/discos tr

Peso (kg) – 1360

Capacidade da bagageira (l) – 514/1652

Capacidade do depósito (l) – 53

Pneus (fr/tr) – 205/55 R17

Preço da versão ensaiada (Euros): 34490€
Preço da versão base (Euros): 34490€