Volkswagen T-Roc 1.5 150 cv Sport – Ensaio Teste

By on 24 Abril, 2018

Volkswagen T-Roc 1.5 150 cv Sport

Texto: André Duarte

Estilo com Alma

O Volkswagen T-Roc, proposta SUV da marca alemã no segmento C,  é um gosto ao olhar. Fomos para a estrada com a verão Sport e o único bloco que a acompanha, 1.5l a gasolina de 150 cv.


Mais:

Imagem exterior e interior / Espaço / Condução / Motor / Travões

 

 

Menos:

Suspensão Traseira / Consumos

Exterior
Interior
Equipamento
Consumos
Ao volante
Concorrentes
Motorizacoes e versoes
Balanco final
Ficha tecnica

Exterior

O Volkswagen T-Roc é um carro claramente à luz das exigências estéticas de hoje. Linhas frescas e modernas, de estilo aventureiro à boa maneira SUV, num modelo que tem por base a plataforma modular transversal (MQB) da marca – comprimento de 4234 mm (252 mm menos que o Tiguan); distância entre eixos de 2590 mm; largura de 1.819 mm; altura de 1573 mm.

Face às demais versões – base e Style – no exterior a Sport destaca-se essencialmente pelos faróis dianteiros, com luz de curva dinâmica, quatro jantes em liga leve “Kulmbach” 7Jx17, barras de tejadilho cromadas e espelhos de cortesia iluminados nas palas do sol.

À parte destas características específicas, temos os destaques naturais transversal ao seu ADN: frente com uma grelha de radiador com faróis duplos integrados, onde sobressai também o capot, que em ambas as zonas laterais apresenta um vincado desnível com um efeito convergente para a dianteira.

Na lateral os plásticos que contornam a zona inferior da carroçaria dão-lhe um cunho aventureiro. Na traseira é onde encontramos uma estética mais aguerrida, com uma linha de cintura vincada e um expressivo difusor. Destaque para o facto de não haver uma ponteira de escape saliente. Os pilares C, ligeiramente inclinados, trazem-nos à memória laivos de coupé. Os grupos óticos em LED apresentam um desenho tridimensional.

Ao apreciarmos a carroçaria, saltam à vista agradáveis detalhes exteriores cromados. O contraste destes com os plásticos e as linhas esculpidas da carroçaria, criam um conjunto que, no global, apresenta personalidade, atribuída por um design de linhas muito característico, que o faz distinguir-se no dia a dia dos demais.

 

Interior

Uma vez no habitáculo percebemos claramente haver uma coerência com as linhas direitas e definidas do exterior. No geral, há uma boa sensação de espaço interior – tanto nos lugares dianteiros (que contam com bancos desportivos à frente ne versão Sport) como traseiros – com cotas de habitabilidade que cumprem os requisitos de um SUV compacto. A bagageira é uma referência que, com 445l (que se estende a 1290 com os bancos rebatidos – proporção 40:60) se assume como a maior do segmento, segundo a marca. Há vários locais de arrumação, como junto do seletor, nas portas e no apoio de braços extensível entre os bancos, algo muito útil para o dia a dia.

Em termos de materiais, nota para as elegantes inserções decorativas em Cinzento Caribou com moldura cromada específicas da versão. No interior a versão Sport conta com uma gama de iluminação em toda a linha: luz ambiente; luz interior na zona dos pés, à frente; luzes de condução automáticas com funções “Leaving-Home” e função manual “Coming-Home”; luzes de leitura à frente e atrás; luzes dianteiras em LED; luzes traseiras em LED.

Respira-se a sensação de um modelo de traços modernos, pensado para o dia-a-dia, numa utilização que se quer pragmática, sem descurar no entanto a estética visual. Um bom exemplo disso está, por exemplo, na possibilidade de as costas do lugar traseiro central, (em que a posição do encosto para as costas coloca-as numa posição demasiado reta que se revela pouco confortável) quando puxadas, fazerem descobrir um lugar para a colocação de dois copos e também darem acesso ao porta bagagens.

Em termos de conectividade e infoentretenimento, o ecrã de 8” no centro do tablier revela-se extremamente intuitivo e funcional. Os sistemas de infoentretenimento de 8” polegadas podem ampliar-se com a App Connect (que integra MirrorLink, Apple CarPlayTM e Android AutoTM da Google) e Car-Net.

De série na verão Sport encontramos o pacote de serviços “Security & Service” que auxiliam o condutor nas mais diversas situações. Contam-se funções como o serviço de chamada de emergência (Emergency Call), o aviso automático de acidente (Service Automatic Accident Notification) e a chamada de assistência (Breakdown Call). Em combinação com o Discover Media e através do “Guide & Inform” (de série no Style) existe a possibilidade de utilizar diversos serviços online (Online POI Search) como, por exemplo, “Importar destinos online”, “Estações de Serviço” (localização e preços), “Notícias”, “Estacionamentos” (local, disponibilidade e preços), “Meteorologia” e “Informação online de trânsito”.

Equipamento

Como seria de esperar, de série a versão Sport está muito bem equipada: Assistente de manutenção na faixa de rodagem; controlo automático da distância ACC; cruise control adaptativo com sistema “Front Assist”; câmara multifunções; câmara traseira; faróis com regulação automática; faróis de nevoeiro com luzes de curva estáticas; faróis dianteiros em LED, com luz de curva dinâmica; pneu sobressalente com dimensões reduzidas; retrovisor interior com função anti-encandeamento; roda suplente de dimensões reduzidas; sensor de luz e chuva; sensores de estacionamento dianteiros e traseiros; sistema “Front Assist” com sistema de travagem de emergência em cidade (City Emergency Brake); sistema de deteção de fadiga; sistema de navegação “Discover Media”.

Mas para todos os que procuram algo mais, há alguns extras a considerar:

Estofos Couro Vienna (2.032€): Revestimento das portas com inserções em couro; Alternador trifásico 140A; Banco dianteiro do passageiro, rebatível; Bancos dianteiros aquecidos; Bancos dianteiros com regulação do apoio lombar; Revestimento dos bancos em couro “Vienna”

Pacote Sport Plus (621€): Parafusos anti-roubo; Vidros traseiro e laterais traseiros escurecidos; Modo de condução Eco; Seleção do perfil de condução; Forro do tejadilho em preto; Pedais com inserções em alumínio; Luz ambiente na porta, em LED; Travões de disco atrás; Travões de disco à frente;

Controlo Adaptativo do Chassis (1.203€): Modo de condução Eco; Direção assistida progressiva; Amortecedores dianteiros; Amortecedores traseiros; Controlo adaptativo de chassis com seletor de perfil de condução;

Suspensão Desportiva (417€): Amortecedores dianteiros; Direção assistida progressiva; Suspensão desportiva;

Bagageira com abertura e fecho elétrico (358€);

Teto de abrir panorâmico (1.141€);

Consumos

Os consumos médios são algo penalizadores, apesar de acreditarmos que não são um fator preponderante para aqueles que procuram a versão mais expressiva do modelo. O modelo faz médias de 8,1 litros ao 100 km/h mesmo andando com moderação, com os seus 150 cv a terem reflexos práticos neste particular. Registos longe dos 5,3l anunciados.

Ao volante

O Volkswagen T-Roc versão Sport reúne os condimentos do modelo normal, apimentando-o com sensações desportivas, fruto do bloco 1.5 a gasolina com 150 cv. Este gera uma potência capaz de nos fazer sorrir ao volante. Há disposição temos quatro modos – Eco (apenas incluído no Pack Sport Plus ou Controlo Adaptativo do Chassis), Comfort, Sport, Individual – e desde o primeiro pisar do acelerador, ainda no modo Eco, que sentimos que há um motor com corpo sob o capot. Em estrada chega-nos a confirmação.

Com os seus 150 cv de potência e 250 Nm de binário máximo entre as 1500 e 3500 rpm, o modelo reage de forma muito pronta às invectivas do acelerador, com uma disponibilidade de potência sempre capaz para quaisquer eventualidades.

A alma do motor faz-se sentir com muita facilidade e percebe-se que os 150 cv são a potência ideal para a estrutura do modelo, conferindo-lhe uma rapidez de acenar com a cabeça em satisfação. A caixa manual de 6 velocidades é também um belo aliado para este sentimento.

A direção responde bem e os travões são de uma eficácia que levam a requerer alguma habituação inicial tal a prontidão e despacho com que ‘acalmam’ o modelo – equipando discos ventilados nas quatro rodas, no caso da versão ensaiada.

Em termos de chassis e suspensão, há alguma rigidez no comportamento, principalmente na abordagem em curvas, sentindo-se por vezes uma dureza na secção traseira, que, para a versão em causa, pedia uma opção mais evoluída que um eixo de torção. Com a parametrização de suspensão, direção e motor no modo Sport, esta tendência torna-se mais evidente, faltando por vezes alguma maneabilidade a ritmos mais elevados e em percursos mais encadeados. Falamos aqui em situações específicas a ritmos em que queremos extrair tudo o que ele tem para dar. No entanto, este T-Roc é Sport na versão e não um puro desportivo, pelo que, nesse sentido, nos presenteia com sensações francamente agradáveis.

No global, é fácil extrair a sensação de prazer ao volante, fruto de um modelo equilibrado que nos proporciona reações que nos chegam de forma muito imediata e nos fazem estar em sintonia com o seu eu.

O painel de instrumentos, que conta com a nova geração do sistema Active Info Display (com ecrã de 11,7 polegadas), é de muito boa leitura, cortesia de uma bom grafismo e iluminação – podemos ver várias informações, como velocidade, autonomia, consumos, distância percorrida, temperatura do óleo, a par da estação de rádio, navegação, aceder aos contactos e fazer chamadas – e a que podemos aceder através do volante multifunções. Nota também para os bancos desportivos na dianteira, que oferecem um bom encosto.

Concorrentes

Neste capítulo, entre outros, há a considerar:

Jeep Renegade Limited 1.4 MultiAir com 140 cv e caixa manual de 6 velocidades por 26.100€

Opel Mokka X Ultimate 1.4 Turbo com 140 cv e caixa manual de 6 velocidades por 28.540€

SEAT Ateca 1.4 EcoTSI XCellence com 150 cv e caixa manual de 6 velocidades por 30.985€

Equipamento opcional

O Volkswagen T-Roc surge, para além da versão base, com dois níveis de equipamento – Style e Sport. Em termos de motores, a gasolina podemos contar com o bloco 1.0 TSI com 115 cv e o 1.5 TSI com 150 cv. A diesel, e apenas na versão Sport, está disponível unicamente o bloco 2.0 com 150 cv, tração integral e caixa automática DSG com 7 velocidades.

Quando a oferta estiver completa, no total serão seis propostas de motorização: três blocos a gasolina (TSI) e três bloco Diesel (TDI). Os três níveis de potência serão: 115 cv, 150 cv e 190 cv.

As versões de 115 cv (1.0 TSI) são propostas com tração dianteira e caixa manual de velocidades. Os motores de 150 cv (1.5 TSI ou 2.0 TDI) contam com a possibilidade de se selecionar tração dianteira, tração total (4MOTION) e transmissão automática de dupla embraiagem DSG de 7 velocidades. O motor a gasolina mais potente de 150 cv está equipado com a gestão ativa dos cilindros ACT (baseada na desativação automática de dois cilindros). Os dois motores de 190 cv (2.0 TSI ou 2.0 TDI) oferecem de série a transmissão de dupla embraiagem DSG de 7 velocidades e o sistema de tração total 4MOTION. O preço da versão de entrada, 1.0 TSI com 115 cv e caixa manual de 6 velocidades, é de 23.659€.

 

Balanco final

O Volkswagen T-Roc é um modelo com uma estética que fala por si. Talhado para uma condução a solo ou em família, pode ser o carro do dia a dia ou do fim de semana. Adapta-se bem a qualquer ambiente, com um visual que cativa. Na sua versão Sport, o modelo ganha detalhes estéticos e de equipamento mais apurados. Aliando a isso o motor 1.5 a gasolina com 150 cv, o T-Roc conta com a dose de potência extra para aqueles que queiram um modelo com um coração que faça vibrar tanto como a imagem.

Ficha tecnica

Motor

Tipo – gasolina 4 cil. Em linha, injeção direta, turbo de geometría variável, intercooler

Cilindrada (cm3) – 1498

Diâmetro x curso (mm) – 74,5 x 85,9

Taxa de compressão – 10,5:1

Potência máxima (cv/rpm) – 150/6000

Binário máximo (Nm/rpm) – 250/1500-3500

Transmissão e direcção – dianteira, transmissão manual de 6 velocidades; direção ativa integral

Suspensão (fr/tr) – Tipo McPherson com molas helicoidais / Eixo de Torção com molas helicoidais

Prestações e consumos

Aceleração 0-100 km/h (s) – 8,4s

Velocidade máxima (km/h) – 205

Consumos Extra-urb./urbano/misto (l/100 km) – 4,6/6,6/5,3

Emissões de CO2 (g/km) – 121

Dimensões e pesos 

Comp./largura/altura (mm) –  4234/1819/1573

Distância entre eixos (mm) – 2603

Largura de vias (fr/tr) (mm) – 1546/1541

Travões (fr/tr) – Discos ventilados/Discos ventilados

Peso (kg) – 1330

Capacidade da bagageira (l) – 445 (até 1290 com bancos traseiros rebatidos)

Capacidade do depósito (l) – 50

Pneus (fr/tr) – 215/55 R17

Preço da versão ensaiada (Euros): 31369€

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!