Volvo S90 T8 PHEV AWD – Ensaio Teste

By on 26 Novembro, 2018

Volvo S90 T8 PHEV AWD R-Design

Texto: Francisco Cruz

Prelúdio de um tempo que ainda não chegou

Numa altura em que são já várias marcas mergulhadas na aventura elétrica, a Volvo prefere ir mais devagar e, pelo menos para já, aposta nos híbridos. Como é o caso do estatutário Volvo S90 T8 PHEV, uma espécie de antevisão daquilo que a marca promete ser, já a partir de meados de 2019.

Conheça todas as versões e motorizações AQUI.


Mais:

Conforto / Habitabilidade / Consumos

 

 

Menos:

Autonomia elétrica / Preço / Condução pouco envolvente

Exterior
Interior
Equipamento
Consumos
Ao volante
Concorrentes
Motor
Balanço final
Ficha técnica

Exterior

Dado a conhecer em 2016, enquanto modelo topo de gama capaz de rivalizar com as propostas alemães que dominam o mercado das grandes berlinas, o Volvo S90 é, ainda hoje, um executivo que se destaca na paisagem automobilística, enquanto proposta de luxo e imagem marcante, além de assumidamente tecnológica e diferenciadora.

No caso da unidade por nós testada, equipada com o nível de equipamento visualmente mais desportivo R-Design, diferenças, principalmente, na grelha frontal, com um design específico R-Design; nos faróis, de tecnologia LED MID; e nas jantes em liga leve de 19 polegadas. Mantendo-se, tal como nas restantes versões, as emblemáticas luzes diurnas em LED a que a marca sueca deu o nome de “Martelos de Thor”, a par dos vanguardistas farolins traseiro e até da dupla ponteira de escape; isto, apesar do posicionamento, à partida, mais ecológico, deste S90…

Pontuação – 9/10

Interior

Mas se o exterior cativa, o interior deslumbra, com o S90 a afirmar-se, principalmente, pela qualidade da construção e dos materiais, ambos de topo, e acrescidos de um luxo e tecnologia que, também aqui, o fazem rivalizar com as propostas alemãs de referência. Na verdade, nem parece que é construído na China!…

Num habitáculo onde também o conforto é rei, torna-se quase impossível não determos o olhar em pormenores como o atraente painel de instrumentos totalmente digital e configurável consoante o modo de condução escolhido (existem três opções: Power, Pure e Constant AWD), o generoso ecrã a cores, tátil e de utilização muito intuitiva, parte do completo sistema de informação e entretenimento, ou até mesmo a pequena manche da caixa de velocidades automática, construída em metal e cristal Orrefors, com o emblema da casa sueca incrustada na pega; que até poderá ser pequena e não muito funcional, mas lá que é elemento diferenciador, disso, não temos dúvidas!…

Igualmente retemperadora, é a posição de condução, assegurada através de um volante regulável em altura e profundidade, e de óptima pega, assim como de um banco em tecido Nubuck  e Couro, também ele multiregulável, além de com excelentes apoios laterais e lombar. Proporcionando um acesso fácil e correto à generalidade dos comandos, mas também uma a visibilidade traseira a exigir a presença das ajudas eletrónicas e câmaras – que possui…

Quantos aos restantes ocupantes, dispõem, também eles e nomeadamente nos lugares traseiros, de muito espaço, desde que se limite a lotação a não mais que dois passageiros; isto porque, pelo menos na unidade que tivemos oportunidade de testar, o lugar do meio nada mais era do que uma faixa de ligação entre dois bancos “individuais”, pouco convidativa e, por isso, recomendável, tal como o túnel de transmissão, alto, generoso e intrusivo, para utilização apenas em ocasiões muito excepcionais…

Com vários espaços de arrumação fechados no habitáculo, o Volvo S90 conta ainda com uma bagageira generosa (500 litros), de acesso um pouco apertado devido às linhas exteriores, embora também funda. Sendo, a partir daí, basicamente o que está à vista.

Com um espaço independente na lateral direita (para colocação do cabo de carregamento), tomada de 12V e ganchos porta-sacos (muito baixos), por baixo do piso falso, apenas é possível arrumar as ferramentas de mudança de pneus, além do kit anti-furos.

Mais capacidade de carga, só mesmo rebatendo as costas totalmente na horizontal, processo que pode ser realizado de forma elétrica, com botões nas laterais da mala. Uma funcionalidade com que a tampa da mala também pode, aliás, contar.

Pontuação – 9/10

Equipamento

Até por se tratar de uma versão mais equipada, de inspiração desportiva, não faltam argumentos a este Volvo S90 T8 PHEV R-Design em termos de equipamento. A começar pela cor exterior Branco Gelo, os faróis em LED MID, as jantes em liga leve de 19 polegadas com pneus Michelin Pilot Sport de dimensões 255/40 R 19 e a ponteira de escape dupla integrada.

Igualmente parte do equipamento de série e merecedores de destaque, elementos como o comando remoto do fecho centralizado em couro, painel de instrumentos digital de 12,3″, volante em couro R-Design, banco do condutor com apoio lombar e banco extensível, alavanca das mudanças em cristal, pedais R-Design, ar condicionado automático com função CleanZone, espelho retrovisor interior anti-encandeamento automático, sistema de som de alta performance e sistema de modos de condução.

Já no capítulo da segurança e sendo a Volvo uma marca que tem construído uma imagem muito centrada neste aspecto, a presença, de fábrica, do Cruise Control Adaptativo, o sistema de atenuação de embate frontal (Collision Mitigation Support), a tecnologia de manutenção autónoma na faixa de rodagem (Lane Keeping Aid), ajuda à travagem de emergência (Emergency Brake Assist), sensores de estacionamento atrás, ajuda ao arranque em subidas (Hill Start Assist), sensor de chuva, airbags também de joelhos para condutor, bancos dianteiros com protecção Whiplash e sistema de chamada de emergência Volvo On Call.

Opcionais e pagos à parte, no S90 que tivemos oportunidade de ensaiar, o banco elétrico para condutor (861€) e passageiro (523€), banco do passageiro com memória (98€) e câmara traseira (523€). Embora, de entre estes, a presença mais difícil de compreender seja, sem dúvida, a do fecho de segurança elétrico das portas traseiras, com um custo de 111€.

Também presentes, os opcionais packs Business Connect Pro (sistema de navegação + integração de smartphone com USB/HUB + sistema de som premium Harman Kardon + DAB + sensores de ajuda ao estacionamento atrás e à frente), por 2.509 euros, e Versatility (portão da bagageira elétrico + entrada sem chave + rebatimento elétrico dos bancos traseiros), por 1.181 euros.

Pontuação – 8/10

Consumos

Apoiado por um motor elétrico especialmente válido no pára-arranca, e desde que o condutor não seja demasiado bruto sobre o acelerador, o S90 T8 PHEV acaba fazendo dos consumos um bom argumento. Desde logo, por conseguir médias de 7,5 l/100 km, numa utilização com muita cidade, viagens longas por auto-estrada, tudo isto realizado sem qualquer preocupação com consumos ou emissões…

Pontuação – 9/10

Ao volante

Espécie de “transatlântico de mar alto”, com os seus quase cinco metros de comprimento e mais de 2,2 toneladas de peso, o Volvo S90 T8 PHEV insere-se num grupo muito especial de propostas, concebidas para as intermináveis viagens por auto-estradas a perder de vista, com bom piso – ou não, pois a suspensão tudo digere… – e onde as velocidades de cruzeiro, por mais altas que seja, pouco ou nada afetam. Até porque o conforto e o bem-estar dos ocupantes são, a bordo deste Volvo, verdades inatacáveis!

Ostentando uma suspensão pensada claramente em prol da descontracção suprema, ou, porque não, da vida em família, o porta-aviões sueco destaca-se entre a comum das marcas, através de um pisar especialmente aveludado, elevada estabilidade e segurança, assim como uma meritória facilidade de condução. Esta última, resultado igualmente de uma reconhecida competência dinâmica, ainda que sem a envolvência que alguns rivais alemães conseguem proporcionar.

Marcado por uma direcção a que só faltará um tudo-nada mais de feedback, além de com um sistema de travagem eficaz, o S90 chega ao ponto de, nessas viagens por auto-estrada, quase conduzir-se sozinho durante alguns períodos, graças ao compêndio de tecnologia que encerra. Personalidade que, de resto, casa na perfeição com o espírito deste executivo, para o qual, mais do que a viagem propriamente dita, é chegar descontraído e relaxado que importa.

Pontuação – 9/10

Concorrentes

BMW 530e Performance, 252 cv, 6,2s 0-100 km/h, 235 km/h, 1,9 l/100 km, 44 g/km, 64.390,00 Euros

(Conheça todas as versões e motorizações AQUI)

 

Mercedes-Benz E 300 Híbrido, 216 cv, 5,9s 0-100 km, 250 km/h, 1,6 l/100 km, 41 g/km, 69.834,18 Euros

(Conheça todas as versões e motorizações AQUI)

Motor

Proposta que se posiciona igualmente como o expoente máximo da tecnologia, entre aquela que é a família topo de gama na oferta do construtor sueco, o Volvo S90 T8 PHEV é, fundamentalmente, um automóvel de propulsão híbrida a gasolina e eletricidade, cujas baterias de iões de lítio podem também ser recarregadas numa tomada doméstica. Demorando entre 3 e 7 horas para repor a totalidade da sua capacidade.

Na base do sistema propulsor está, no entanto, um excelente quatro cilindros 2,0 litros Turbo a gasolina, a debitar 320 cv de potência e 400 Nm de binário, e que, em conjunto com a competente caixa automática Geartronic de oito velocidades, superior na forma suave e quase imperceptível como gere as potencialidade do bloco de combustão, consegue, quase por si só, prestações verdadeiramente entusiasmantes. A começar numa aceleração dos 0 aos 100 km/h em não mais que 5,1 segundos e numa velocidade máxima de 250 km/h… limitada eletronicamente.

Quanto ao motor elétrico de 9,2 kWh, é certo que também ajuda, contribuindo com mais 87 cv e 240 Nm. Ainda que funcionando, basicamente, no arranque e de acordo com o modo de condução escolhido: com o Constant AWD, ajuda a garantir tracção integral; no Pure, só ele funciona; no Hybrid, trabalham ambos em simultâneo ou de forma complementar, consoante as necessidades; e no Power, o modo mais desportivo, funcionam os dois motores em conjunto.

Negativo, no sistema elétrico deste S90, é, contudo, a baixa autonomia para circulação em modo 100% elétrico, que numa utilização real não chega aos 30 quilómetros; é certo que a Volvo “promete” 35 km, mas nós, pelo menos, nunca o conseguimos!…

Importante é também o facto do sistema estar igualmente preparado para guardar a energia acumulada nas baterias, com vista a uma utilização futura, assim como recuperar energia na travagem e desaceleração, recarregando mais um pouco as bateras principalmente. Principalmente, quando com a manete da caixa de velocidades na posição B, embora, no D, já seja possível sentir os efeitos… também na condução.

Pontuação – 8/10

Balanço final

Sinónimo sueco para luxo, conforto e distinção, o Volvo S90 T8 PHEV é, como o próprio título anuncia, o prelúdio daquilo que a marca de Gotemburgo pretende tornar-se, já a partir de meados de 2019, altura em que deverá chegar o primeiro modelo 100% elétrico da Volvo. Embora ainda dependente da gasolina, a excelência já alcançada por este S90, mesmo com algumas limitações na componente elétrica, faz acreditar, no entanto e desde já, num futuro radioso sem emissões…

Ficha técnica

Motor de combustão a gasolina

Tipo: quatro cilindros em linha, com injecção directa Common-Rail, turbocompressor de geometria variável e intercooler

Cilindrada (cm3): 1.969

Diâmetro x curso (mm): 82×93,2

Taxa compressão: 10,3:1

Potência máxima (cv/rpm): 320/5.700

Binário máximo (Nm/rpm): 400/2.200-5.400

Motor elétrico

Finalidade: Impulsionar o veículo/gerar corrente elétrica

Potência máxima (cv/rpm): 87/7.000

Binário máximo (Nm/rpm): 240/3.000

Bateria (tipo/capacidade): Iões de lítio/9,2 kWh

Autonomia elétrica: +43 km

Motor de Combustão + Motor Elétrico

Potência máxima (cv): 390

Binário máximo (Nm): 640

Transmissão e direcção: tracção integral permanente, com caixa automática Geartronic de 8 velocidades; direção de pinhão e cremalheira, com assistência eléctrica

Suspensão (fr/tr): Tipo duplo braço triangular/Eixo multibraços

Travões (fr/tr): Discos ventilados/Discos

Prestações e consumos 

Aceleração: 0-100 km/h (s): 5,1

Velocidade máxima (km/h): 250

Consumos urbano/extra-urb./misto (l/100 km): -/-/2,0

Emissões de CO2 (g/km): 46

Dimensões e pesos

Comprimento/Largura/Altura (mm): 4,963/1,443/1,879

Distância entre eixos (mm): 2,941

Largura das vias (fr/tr) (mm): 1.628/1.629

Peso (kg): 2.230

Capacidade da bagageira (l): 500

Depósito de combustível (l): 60

Pneus (fr/tr): 255/40 R19 / 255/40 R19

Preço da versão ensaiada (Euros): 80006€
Preço da versão base (Euros): 72446€

Deixe um comentário

Please Login to comment