Citroën C4 Picasso HDI – Ensaio

By on 18 Junho, 2017

Alexandre Melo autosport@autosport.pt

CITROËN C4 PICASSO 1.6 BLUEHDI 120 CV

 

Para toda a família

A Citroën renovou o seu conhecido monovolume, o Picasso, que tão boa conta tem dado de si no mercado. Espaço, conforto e conectividade são as palavras que ordenam nesta proposta.

Quando decidimos pensar na aquisição de um automóvel que encaixe na perfeição naquilo que podem ser as necessidades de toda a família vem logo à cabeça as palavras de conforto e espaço. Esta tese ganha ainda mais força caso a família seja mais numerosa do que o habitual nos dias de hoje.

Pois bem, essas duas características estão muito bem vincadas no novo Citroën C4 Picasso. Há muitos espaços de arrumação e a sensação de qualidade está bem patente. Versatilidade não falta e quatro pessoas viajam à vontade com ampla regulação dos bancos (rebatimento, deslizamento, entre outras opções), sendo que o quinto elemento vai um pouco mais apertado, mas com espaço para pernas e cabeça a não apresentar problemas. Se a familía for maior existe no mercado a versão Grand Picasso, que permite o transporte de sete passageiros.

O interior é também um convite ao bem-estar para que cada passageiro sinta ao máximo o prazer de viajar a bordo do Citroën C4 Picasso. As viagens tornam-se mesmo momentos de relaxamento nomeadamente nos bancos dianteiros, que possuem a sempre agradável função de massagem.

Em termos de espaço na bagageira esta também apresenta valores bastante interessantes. Na posição mais recuada dos três bancos individuais traseiros, a mala do C4 Picasso tem 537 litros de capacidade, que podem ir até aos 640 litros com os bancos rebatidos. Números interessantes e que parecem ‘servir para todas as encomendas’.

Ainda respeitante ao interior este é marcado pela existência de dois ecrãs tácteis, um de 7 polegadas e um outro, panorâmico e de alta definição, de 12 polegadas que permitem comandar diversas funcionalidades.

Já quanto à condução deste monovolume, esta revela-se agradável e bastante suave com a caixa automática de seis velocidades a estar muito bem escalonada. Para além disso e para uma condução mais divertida podemos sempre utilizar o sistema de patilhas no volante.

Quanto ao motor a versão ensaiada vinha equipada com o propulsor 1.6 BlueHDi de 120 cv, que se revela eficaz para o propósito do modelo. O motor tem vivacidade, mesmo que as recuperações não sejam propriamente o forte deste bloco. Porém, com um consumo médio durante o ensaio que ficou abaixo dos 6,0 l/100 km, não se pode dizer que este seja propriamente uma desilusão.

Por último e quanto a preços o novo C4 Picasso tem como proposta base 23.094 €, sendo que no mercado estão disponíveis versões com três níveis de equipamento: Shine, Live e Feel, a par da motorização a gasolina Puretech.

MAIS – Conforto, espaço e motor.

MENOS – Recuperações.

 

Ficha Técnica

Motor – 4 cil. linha, inj. direta

Cilindrada – 1560 cm3

Transmissão – Dianteira

Cx Vel – 6 vel. automática

Potência – 120 cv

Binário – 300 Nm/1750 rpm

Vel máx – 188 km/h

Aceleração – 11,3 s (0-100 km/h)

Consumo – Médio 3,8 l/100 km, AutoSport 5,8 l/100 km

Suspensão dianteira – Tipo McPherson

Suspensão traseira – Eixo de torção

Travões dianteiros – Discos ventilados

Travões traseiros – Discos

Peso – 1395 kg

Depósito – 55 l

Mala – 537 l

Emissões – 100 g/km CO2

Preço base – 23.094 €

 

 

 

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *