Mercedes-Benz A 180 d 7G-DCT Limousine – Ensaio Teste

By on 29 Janeiro, 2020

Mercedes-Benz A 180 d 7G-DCT Limousine

Porque nem sempre o que parece, é

Depois do sucesso alcançado com a primeira geração Classe A, a Mercedes-Benz voltou ao ataque, alargando a oferta e acrescentando mais uma variante aos já conhecidos A hatchback, GLA e CLA – a Limousine. À qual, embora correndo o risco (real) de poder ser confundida com o CLA Coupé, não faltam argumentos para ganhar o seu espaço próprio!

Conheça todas as versões e motorizações AQUI.


Mais:

Qualidade de construção e de materiais; Consumos; Desempenho dinâmico

 

 

 

Menos:

Sonoridade do motor nos regimes mais altos; Visibilidade traseira; Capacidade da bagageira

Exterior
Interior
Equipamento
Consumos
Ao volante
Concorrentes
Motor
Balanço final
Ficha técnica

Exterior

Pontuação: 9/10

Eis um dos aspectos em que a confusão com o CLA Coupé mais facilmente se pode instalar, até porque, embora não se assumindo como um Coupé, o Classe A Limousine não deixa de ter um perfil longílineo, com os pilares traseiros a terem uma certa continuidade na tampa da bagageira.

Já na traseira, as maiores diferenças, resultado de uns farolins de design mais generoso e não tão esculpido. Tal como, na frente, são as ópticas, também elas de desenho diferente, que procuram fazer a distinção. Ainda que pouca…

Por outro lado e igualmente a contribuir para a cativante imagem deste quatro portas, não apenas os faróis em LED High Performance, a suspensão rebaixada e o pacote de design exterior AMG, tudo soluções que a Mercedes-Benz oferece sem custos, mas também opcionais como as bonitas jantes AMG em liga leve de 19″ polegadas (750€), os vidros escurecidos (400€) e a Linha AMG (2.250€).

Tudo junto, a ajudar a rivalizar, claramente, com o CLA Coupé…

Interior

Pontuação: 9/10

Membro daquela que é a gama de entrada no universo Mercedes-Benz, o Classe A Limousine não abdica, ainda assim, de exibir os principais pergaminhos há muito reconhecidos na marca da estrela. E que passam, desde logo, por uma qualidade de construção e de materiais, irrepreensível.

Igualmente presente num habitáculo de acesso baixo mas fácil, linhas em redor e nomeadamente no tablier, que replicam na perfeição o design desvendado com o hatchback. Algo que, diga-se, dificilmente poderá ser visto como uma má opção, face à excelente ergonomia e arrebatamento visual que componentes como o óptimo volante, as bonitas saídas de ar tipo turbina com iluminação interior (de série), ou o impressionante painel 100% digital que engloba o quadrante, configurável também segundo o modo de condução, e o ecrã do sistema de info-entretenimento, táctil e interativo, evidenciam.

Único senão: para disfrutar de um tal ambiente tecnologicamente avançado, é preciso recorrer à lista de opcionais, já que, de fábrica, este painel tem aspecto mais modesto…

A par destes predicados e, mais uma vez, a exemplo do que acontece no hatchback, uma óptima posição de condução, graças a um banco de assento extensível mas não com muito apoio lateral, revestido a pele Artico/Dinamica preta. Parte do já referido pacote de design exterior AMG, mas também a garantir um fácil e correcto acesso à generalidade dos comandos. Melhor até que visibilidade traseira. Porquê? Devido à colocação muito na perpendicular do óculo traseiro, tornando a presença dos sensores e até da câmara traseira, pouco menos que imprescindível…

Já para os restantes passageiros, nomeadamente, nos lugares traseiros, uma habitabilidade capaz de albergar, sem dificuldades de maior, três ocupantes, aos quais não falta sequer espaço para pernas. Não somente porque o túnel de transmissão não é muito intrusivo, mas também porque os bancos dianteiros de costas esculpidas, a isso dão uma ajuda.

Finalmente, na bagageira, uma capacidade anunciada de 410 litros, valor que, surpreendentemente, fica aquém dos 460 litros anunciados pelo CLA Coupé. Ainda que podendo ser aumentado mediante o rebatimento 40:20:40, no seguimento do piso, das costas dos bancos traseiros – embora com trancas apenas no topo das costas.

Com um acesso amplo, mas também um pouco alto, o espaço de carga é aquilo que está à vista, até porque, por baixo do piso falso, apenas um alçapão de pouca profundidade. Cuja funcionalidade consegue ser tão baixa quanto a pega na tampa da mala.

Equipamento

Pontuação: 8/10

Ainda numa fase de lançamento no mercado nacional, o novíssimo Mercedes-Benz Classe A Limousine acaba, assim, por beneficiar dos esforços dos responsáveis nacionais da marca da estrela, com vista à sua afirmação. De que forma? Propondo, de série, com uma boa dotação de equipamento.

Assim, garantido, sem custos extras, e a contribuir para a excelente imagem transmitida pelo “nosso” Mercedes-Benz A 180 d Limousine, surgiam elementos como o design exterior AMG, sistema de entrada e arranque sem chave (Keyless-Go), volante multifunções desportivo em pele e bancos desportivos e aquecidos, mas também o modulo de comunicações Mercedes me Connect, pré-instalação para Live Traffic Information, sistema multimédia com touchpad, display central táctil de 10,25″, funções avançadas MBUX, sistema de navegação, ar condicionado automático Thermotronic e iluminação ambiente.

Já no capítulo da condução e segurança, assistente de faixa de rodagem, Active Brake Assist. sistema de chamada de emergência Mercedes, caixa de velocidades automática 7G-DCT com patilhas no volante, assistente de limite de velocidade, Cruise Control, Dynamic Select, pack Parking, serviços de monitorização do veículo, sistema de estacionamento activo, além dos sensores de luz e chuva.

Assim, opcional, no nosso Classe A, apenas a pintura metalizada Cinzento Iridium (750€), a linha AMG (2.2.50€), as jantes AMG em liga leve de 19″ (750€), os vidros escurecidos (400€), o tecto de abrir panorâmico em vidro (1.150€), e o Pack Premium (4.000€).

Consumos

Pontuação: 9/10

Incapaz de oferecer acelerações de arrebatar ou de cortar a respiração, o Mercedes-Benz A 180 d Limousine compensa essa maior falta de emoção, com um convencimento (quase) total em termos de consumos.

A demonstrá-lo, os 6,2 l/100 km que fizemos como média real, numa utilização maioritariamente em cidade e sem quaisquer preocupações na utilização. A não ser o experimentar de todos os modos do Dynamic Select, que, com as suas quatro opções – Eco, Comfort, Sport e o configurável Individual -, também não desiludiram…

Ao volante

Pontuação: 9/10

Concebido com base na mesma plataforma dos restantes elementos da família Classe A, ainda que, neste caso, esticada para lá do eixo traseiro (é assim que consegue mais 13 cm no comprimento…), o Mercedes-Benz A 180 d Limousine ostenta, por isso, um comportamento muito semelhante ao dos restantes irmãos. Além de com o argumento extra de um coeficiente de aerodinâmica ainda melhor – 0,22 Cd.

Desta forma e mesmo com um motor que, claramente, não chega para colocar à prova a competência do conjunto, destaque para a elevada estabilidade e equilíbrio evidenciados por este Classe A Limousine, ajudado igualmente por uma direcção certinha e que o modo Sport, disponível no Dynamic Select, até torna mais pesada.

Equipado com um sistema de travagem eficaz, elogios, ainda, para o bom trabalho realizado pela suspensão, também em termos de conforto, com a segurança evidenciada no controlo das transferências de massas, a não impedir a oferta, mesmo com jantes de 19″ e pneus de baixo perfil, de um nível de conforto capaz de agradar à generalidade das jovens famílias.

Um dos principais destinatários, afinal, deste Classe A Limousine…

Concorrentes

Audi A3 1.6 TDI S tronic S Line Limousine, 116 cv, 10,4s 0-100 km/h, 205 km/h,  3,9 l/100 km, 137 g/km, 36.678,00€

(Veja o ensaio AQUI e conheça todas as versões e motorizações AQUI)

Motor

Pontuação: 8/10

Motorização Diesel intermédia, o Mercedes-Benz A 180 d Limousine conta com o já conhecido quatro cilindros 1,5 litros turbodiesel, nesta nova geração a debitar 116 cv de potência. E que, em conjunto com uma caixa automática 7G-DCT, garante condução agradável e razoavelmente desenvolta, com boa e célere resposta ao acelerador, embora também sem acelerações de arrebatar.

A confirmá-lo, os 10,6s na aceleração dos 0 aos 100 km/h que a Mercedes adianta para este A 180 d, conjugados com uma velocidade máxima anunciada de 206 km/h. Tudo isto, entregue sem muita sonoridade, a não ser quando nos regimes mais altos e já próximos do red-line, às 4.500 rpm.

Fase que, reconheçamos, não será mesmo a melhor deste Classe A, claramente mais à vontade quando por ritmos mais descontraídos…

Balanço final

PONTUAÇÃO: 8/10

Último elemento a chegar à cada vez mais extensa família Mercedes-Benz Classe A, nem mesmo as semelhanças exteriores com o mais estilizado CLA Coupé, deverão ser suficientes para impedir esta nova variante Limousine do Classe A, de se afirmar por direito próprio. Neste caso, sustentado não apenas numa estética exterior que pouco perde para o Coupé, mas também e principalmente, numa qualidade, habitabilidade, conforto e competência dinâmica, de nível superior. Levando a que, se a tudo isto juntarmos um motor um pouco mais emocionante – mas também mais gastador, é certo… -, dificilmente se queira trocar!…

Ficha técnica

Motor

Tipo: quatro cilindros em linha, injecção directa, turbocompressor de geometria variável e intercooler

Cilindrada (cm3): 1.461

Diâmetro x curso (mm): 76×80,5

Taxa compressão: 15,1:1

Potência máxima (cv/rpm): 116/4.000

Binário máximo (Nm/rpm): 260/1.750-2.500

Transmissão e direcção: Dianteira, com caixa automática de sete velocidades; direção de pinhão e cremalheira, com assistência eléctrica

Suspensão (fr/tr): Independente tipo McPherson; Semi-rígido com eixo de torção

Travões (fr/tr): Discos ventilados/Discos

Prestações e consumos

Aceleração: 0-100 km/h (s): 10,6

Velocidade máxima (km/h): 206

Consumos urbano/extra-urb./misto (l/100 km): 4,3/3,8/4,0

Emissões de CO2 (g/km): 105

Dimensões e pesos

Comprimento/Largura/Altura (mm): 4,549/1,724/1,446

Distância entre eixos (mm): 2,729

Largura das vias (fr/tr) (mm): 1.567/1.547

Peso (kg): 1.455

Capacidade da bagageira (l): 410

Depósito de combustível (l): 43

Pneus (fr/tr): 205/60 R16 / 205/60 R16

Preço da versão ensaiada (Euros): 43391€
Preço da versão base (Euros): 35423€