Mercedes C43 AMG 4Matic – Ensaio Teste

By on 25 Setembro, 2019

Mercedes C43 AMG 4Matic

Texto: José Manuel Costa ([email protected])

Um AMG descafeinado

A Mercedes tem oferecido várias formas de chegar à gama AMG, passando pelas linhas de equipamento cada vez mais guarnecidas e os “canhões” com motor V8, carregados de potência e hoje com comportamento á altura. Para que não fiquem tristes com a impossibilidade de chegar a um dos AMG com motor V8, a Mercedes, bem na minha opinião, oferece versões intermédias a que chamo descafeinadas. Porquê? Porque são mais acessíveis na aquisição e na utilização. Mas não se enganem: este C43 AMG Coupé é um carro que honra a tradição da AMG. Pena os extras que atiram o preço para lá dos 100 mil euros. E mesmo o preço base acima dos 80 mil euros acaba por ser uma desilusão, pois a acessibilidade, pelo menos entre nós, não é assim tão grande…

Conheça todas as versões e motorizações AQUI.


Mais:

Motor, Comportamento, Refinamento

 

 

Menos:

Preço

Exterior
Interior
Equipamento
Consumos
Ao volante
Concorrentes
Motor
Balanço final
Ficha técnica

Exterior

Pontuação 7/10

A última remodelação do Classe C estendeu-se à versão coupé que surge nesta variante AMG com algumas alterações próprias de um carro dos estábulos de Affalterbach. O estilo ficou praticamente na mesma, sendo que nesta versão AMG temos direito ás novas jantes mais aerodinâmicas, em 19 ou 20 polegadas. Contas feitas, o estilo do Classe C coupé continua a ser muito agradável, mas começa a gritar por renovação mais profunda que já está a caminho. Diga-se, também, que o carro é mais discreto que o C63 AMG, mas a decoração em termos de saias laterais e para choques ou grelha dianteira, é muito semelhante. Perde os enormes alargamentos do C63, ficando mais próximo dos outros coupé. Ou seja, o carro é um AMG sem nos esfregar isso na cara.

Interior

Pontuação 7/10

A oferta do painel de instrumentos digital de série, quando é opcional em toda a gama do Classe C, ajuda a dar um toque de modernidade, mas a verdade é que tal como sucede com o exterior, o Classe C está a precisar de uma atualização. Principalmente se olharmos para as últimas realizações da Mercedes. Para lá disso, destaque para o volante AMG, com todos comandos já conhecidos, com uma grossura adequada e aderência ideal. Um excelente volante que rima com as características do C43 AMG. Os bancos desportivos opcionais são excelentes, deixando-nos numa posição de condução quase perfeita. O resto já é conhecido, com a diferença a estar no painel de instrumentos digital, com vários ecrãs que personalizam a experiência de condução. Um passo em frente que complementa o ambiente que não difere muito dos outros modelos menos vitaminados. Sendo um coupé, a acessibilidade não é das mais fáceis e o espaço no banco traseiro também não é generoso. Mas consegue-se levar dois adultos que não sejam muito altos. A bagageira é suficiente.

Equipamento

Pontuação 6/10  

No que toca ao equipamento, a oferta parte de uma base interessante. Além dos vidros elétricos, fecho central de portas, sistema de navegação, integração do smartphone, Apple Carplay, assistente de estacionamento ativo, cruise control, sensores de luz e chuva., módulo de comunicações Connect Me 4G, ar condicionado automático, máximos automáticos, volante AMG, linha de estilo AMG, enfim, um completo nível de equipamento. Depois, vêm os opcionais. Nesta unidade, estava disponível o pacote Premium (6.900 euros), estofos em couro preto (1.800 euros), acabamentos interiores em carbono e alumínio (1.150 euros), pacote de memória para o banco do condutor (1.000 euros), pacote Night (600 euros), teto de abrir panorâmico em vidro (2.200 euros), jantes de liga leve AMG de 19 polegadas (1.450 euros), pintura metalizada (1.000 euros), bancos dianteiros ajustáveis eletricamente (650 euros) e cintos de segurança design vermelhos (400 euros). Mas se for a www.mercedes-benz.pt encontrará muitos outros itens para colocar no seu C43 AMG.

 

Consumos

Pontuação 5/10

O C43 AMG Coupé não é um “pisco” no que toca ao consumo e apesar da Mercedes ter homologado o carro com um consumo médio de 9,5 litros, a verdade é que com algum cuidado, consegui ficar abaixo disso. Uma média de 9,1 l/100 km foi registada. Claro que aproveitando todas as potencialidades do motor V6, o consumo sobe para os dois dígitos. A média ficou nos 9,8 l/100 km.

Ao volante

Pontuação 8/10

O C43 AMG manteve o desenho do eixo dianteiro com quatro braços e um eixo multibraços na traseira, recebendo as articulações dianteiras utilizadas no C63 AMG e, ainda, as definições AMG da suspensão, nomeadamente, aquela que permite manter o camber sempre igual a alta velocidade.

A experiência de condução deste C43 AMG é boa. Razões para isso? Além da suspensão, temos de referir a calibração do sistema de tração integral com preponderância do eixo traseiro (repartição de 31/69%). Não há diferencial autoblocante no eixo traseiro, mas a aderência é grande e o carro tem um chassis muito equilibrado que aceita todas as correções de trajetória. Como sucede nos Mercedes, o comportamento é excelente, mas o envolvimento ao volante é menos conseguido. Ou seja, o carro é tão bom que acaba por ser… aborrecido. Não há nada que tenhamos de fazer para conseguir andar muito depressa, pois é raro apanhar o C43 AMG em falha. As performances também são impressionantes e descobri que a limitação de velocidade a 250 km/h… não é bem assim com o carro a passar de forma alegre esse limite. Nota menos positiva para a caixa de velocidades automática com conversor de binário. No modo automático é suave, passa de velocidade sem grandes problemas, mas quando escolhemos o modo manual, há algumas hesitações e quando puxamos até ao limitador, essas hesitações ficam mais evidentes. Não é muito agradável, mas não posso condenar o C43 AMG por causa da caixa.

Concorrentes

BMW M2 Competition

2979 c.c. turbo a gasolina; 411 CV; 550 Nm; 0-100 km/h em 4,2 seg,; 280 km/h; 9,2 l/100 km, 288 gr/km de CO2; 77.050 euros

(Conheça todas as versões e motorizações AQUI)

 

Audi S5

2995 c.c. turbo a gasolina; 354 CV; 500 Nm; 0-100 km/h em 4,7 seg,; 250 km/h; 7,4 l/100 km, 170 gr/km de CO2; nd

(Conheça todas as versões e motorizações AQUI)

Motor

Pontuação 8/10

O bloco que anima este C43 AMG é o V6 de 3 litros duplo turbo que conheceu um aumento de potência para os 390 CV (uma subida de 27 CV). O binário é de 520 Nm, posicionado um pouco acima do que acontecia anteriormente, um valor muito agradável que permite excelentes performances. O aumento de potência deve-se a novos turbos de maiores dimensões que funcionam com mais pressão. O C43 AMG tem agora tração integral 4Matic com caixa automática de 9 velocidades. Com tudo isto, o C43 AMG chega dos 0-100 km/h em 4,7 segundos, menos 0,8 segundos que o C63 AMG.

Balanço final

Pontuação 8/10

Além de continuar a ser um carro elegante, o C43 AMG tem a centelha de velocidade necessária para se demarcar dos restantes modelos do Classe C Coupé. Falta-lhe o músculo do C63 AMG na carroçaria, mas o que está debaixo do capô é mais que suficiente para uma boa experiência de condução, mesmo que o carro não seja o mais envolvente e, sobretudo, a Mercedes opte por uma via de maior segurança e menos risco. Como carro quotidiano, o C43 AMG comporta-se de forma perfeita e até consegue ter uma bagageira generosa e um interior capaz de albergar quatro pessoas com maior ou menor aperto. As performances pedem meças a qualquer rival e só no preço é que as coisas descarrilam, pois se os 85 mil euros de base já fazem levantar o sobrolho, os mais de 100 mil euros desta unidade de ensaio, colocam-no fora de órbita.

Ficha técnica

Motor

Tipo: V6 com injeção direta e duplo turbo com intercooler

Cilindrada (cm3): 2996

Diâmetro x Curso (mm): nd

Taxa de Compressão: 10,0

Potência máxima (CV/rpm): 390/5000

Binário máximo (Nm/rpm): 520/2500 – 5000

Transmissão: Integral permanente, caixa de automática de 9 velocidades

Direção: Pinhão e cremalheira assistida eletricamente

Suspensão (ft/tr): Duplo triângulo sobreposto/eixo multibraços

Travões (fr/tr): Discos ventilados

Prestações e consumos

Aceleração 0-100 km/h (s): 4,7

Velocidade máxima (km/h): 250

Consumos extra-urb./urbano/misto (l/100 km): 7,7/12,4/9,5

Emissões CO2 (gr/km): 212

Dimensões e pesos

Comprimento/Largura/Altura (mm): 4686/1813/1405

Distância entre eixos (mm): 2840

Largura de vias (fr/tr mm): 1567/1569

Peso (kg): 1660

Capacidade da bagageira (l): 400

Deposito de combustível (l): 66

Pneus (fr/tr): 265/40 ZR18

Preço da versão ensaiada (Euros): 104258€
Preço da versão base (Euros): 85050€