Renault Talisman Sport Tourer dCi 200 – Ensaio Teste

By on 1 Agosto, 2019

Renault Talisman Sport Tourer Initial Paris dCi 200

Texto: José Manuel Costa ([email protected])

Forma e função com luxo gaulês

Entrar no segmento dos familiares médios e ter sucesso e uma tarefa quase impossível, mas os franceses são particularmente teimosos e a Renault, apesar de não ter vendido mais de 19 509 unidades do Talisman em 2018 (o Megane vendeu 136 mil unidades), continua a manter a berlina e a carrinha de topo da marca francesa no mercado. Faz bem, pois a carrinha Talisman, com este nível de equipamento Initial Paris, é uma excelente alternativa aos alemães, estando carregada de equipamento e custando menos de 60 mil euros. Ensaio á versão equipada com o motor diesel com 200 CV.

Conheça todas as versões e motorizações AQUI.


Mais:

Habitabilidade, bagageira, conforto

 

 

 

Menos:

Imagem, alguns materiais

Exterior
Interior
Equipamento
Consumos
Ao volante
Concorrentes
Motor
Balanço final
Ficha técnica

Exterior

Pontuação 7/10

O primeiro argumento que a Renault esgrime para o Talisman reside no estilo. Apesar da frente conhecida dos restantes modelos da Renault, o resto do carro é muito elegante e as proporções generosas são “escondidas” de forma bem agradável á vista. Não raras ocasiões esta carrinha Talisman foi confundida com a Megane Sport Tourer, o que é perfeitamente normal. Seria desejável ter algumas diferenças, mas o conjunto do Talisman Sport Tourer é muito agradável.

Interior

Pontuação 8/10

O segundo argumento da Renault para destacar o Talisman está no interior, acolhedor, relativamente bem construído e com muita tecnologia, especialmente daquela que a maioria dos consumidores agora desejam ter nos seus carros. Há muito espaço no interior e, pegando na fita métrica, descobri que há espaço mais que suficiente para três pessoas no banco traseiro, sem constrangimentos, sequer, para arrumarem as pernas. E não têm de se acotovelar para encostar as costas ao banco, tendo, graças ao formato carrinha, mais 30 mm de espaço para a cabeça que na berlina. Atrás, e voltando à fita métrica, temos uma altura ao solo da bagageira de apenas 57,1 cm. Se vier com as mãos ocupadas, basta dar um ligeiro pontapé na atmosfera por debaixo do para choques que o portão da bagageira abre e pode ocupar os 572 litros que o Talisman oferece. Não é um valor impressionante, pois o Skoda Octavia tem uma capacidade na bagageira de 610 litros. Se rebater o banco traseiro, o comprimento da bagageira passa de 1,1 metros para 2,01 metros e a capacidade chega aos 1681 litros. Curiosamente, com o banco rebatido, o Talisman Sport Tourer tem o melhor valor de bagageira do segmento.

Equipamento

Pontuação 8/10  

A versão Initial Paris é um regalo para os amantes dos carros muito equipados. Como opcionais há cinco coisas: teto de abrir elétrico panorâmico (1150 euros), alerta de ângulo morto (300 euros), câmara de marcha atrás (implica alerta de ângulo morto e custa 490 euros), sistema de ajuda ao estacionamento “Easy Park Assist” (680 euros) e o volante aquecido (150 euros).

A partir daqui é tudo de série, do ar condicionado automático, alerta de excesso de velocidade com leitura dos sinais de trânsito, alerta de transposição involuntária de faixa, sistema de travagem autónoma de emergência, faróis de nevoeiro com assistência à iluminação em curva, alerta de distância de segurança, sistema MultiSense, regulador de velocidade adaptativo, “head up display”, modo Eco, ajuda ao arranque em declive, sistema 4Control (4 rodad direcionais), amortecimento pilotado, faróis dianteiros Full LED, sensores de chuva e luz, máximos automáticos, para brisas acústico, retrovisores exteriores rebatíveis eletricamente, sistema de aquecimento dos bancos, sistema de navegação, comando de voz, sistema de som Bose, sistema RLink 2 com ligação internet, bluetooth e tomadas USB e jack, Android Auto e Apple CarPlay.

Consumos

Pontuação 6/10

A Renault reclama um consumo de 5 litros por cada centena de quilómetros, algo que é impossível de alcançar. Ainda assim, fiquei surpreendido em autoestrada com um valor de 6,4 litros a velocidades de cruzeiro e um valor de 7,2 l/100 km em cidade, para uma média final de 6,8 l/100 km.

Ao volante

Pontuação 9/10

Não sendo muito maior que a berlina (são apenas 16 mm a mais no avanço traseiro), o Talisman Sport Tourer tem o mesmo comportamento, não sendo afetada pelo ligeiramente maior comprimento. De série é oferecido o sistema 4Control de quatro rodas direcionais, o que faz enorme diferença no que toca ao comportamento. Com este sistema o comportamento é bom, seguro e fácil. Claro que há maior agilidade e o Talisman fica mais vivo em estradas mais sinuosas, com a ajuda do 4Control. O sistema MultiSense juntamente com os amortecedores pilotados, permite optar por vários modos de condução que transformam o Talisman num carro competente, seja no que toca ao comportamento ou ao conforto (modos Neutral, Sport, Normal e Confort) e que é capaz de disfarçar as rodas maiores de 19 polegadas. E no tráfego citadino, o 4Control e as suas quatro rodas direcionais, permitem que os 4,87 metros de comprimento do Talisman Sport Tourer pareçam ter um bom metro menos!

Concorrentes

Ford Mondeo ST Line EcoBlue 190 SW

1890 c.c. turbo diesel; 190 CV; 400 Nm; 0-100 km/h em 9,0 seg,; 218 km/h; 5,2 l/100 km, 137 gr/km de CO2; 56.017 euros

(Conheça todas as versões e motorizações AQUI)

 

Opel Insignia Sports Tourer 2.0 Biturbo

1956 c.c. turbo diesel; 210 CV; 480 Nm; 0-100 km/h em 7,9 seg,; 231 km/h; 7,3 l/100 km, 192 gr/km de CO2; 78.175 euros

(Veja o ensaio AQUI e conheça todas as versões e motorizações AQUI)

 

Skoda Octavia TDI

1968 c.c. turbo diesel; 150 CV; 340 Nm; 0-100 km/h em 8,6 seg,; 213 km/h; 4,6 l/100 km, 119 gr/km de CO2; nd

(Conheça todas as versões e motorizações AQUI)

Motor

Pontuação 8/10

O bloco 2.6 Blue dCi com 200 CV e 400 Nm de binário, é o motor certo para o Talisman Soort Tourer. Não transforma o carro num desportivo, mas oferece o fôlego suficiente para fazer a metamorfose para um devorador de quilómetros incansável que em autoestrada tem o apetite de um pisco. Com a caixa automática, tudo é ainda mais simples, pois a unidade EDC é muito suave e competente.

Balanço final

Pontuação 8/10

Moderno, com um estilo agradável á vista, equipamento abundante e um preço, ainda assim, razoável para o que oferece e para o motor diesel com 200 CV, o Renault Talisman Sport Tourer é uma excelente proposta e não perde nada face aos rivais como o Ford Mondeo SW, Opel Insígnia Sports Tourer, Skoda Octavia Combi ou mesmo o novo Peugeot 508 SW (se bem que esta é mais bonita que a Renault). Num segmento que continua irredutível face aos SUV e Crossover e onde os alemães dominam, o Talisman acaba por ter sempre o mesmo destino: servir os que não têm capacidade financeira para chegar aos alemães. Mas não fiquem tristes, pois com este Initial Paris carregado de equipamento têm aqui um belo automóvel.

 

Ficha técnica

Motor

Tipo: 4 cilindros em linha, injeção direta, turbodiesel

Cilindrada (cm3): 1997

Diâmetro x Curso (mm): nd

Taxa de Compressão: 15,7

Potência máxima (CV/rpm): 200/4000

Binário máximo (Nm/rpm): 400/1750

Transmissão: Dianteira com caixa EDC de 6 velocidades

Direção: Pinhão e cremalheira assistida eletricamente

Suspensão (ft/tr): Independente tipo McPherson; eixo de torção semi rígido

Travões (fr/tr): Discos ventilados/discos

Prestações e consumos

Aceleração 0-100 km/h (s): 9,1

Velocidade máxima (km/h): 215

Consumos extra-urb./urbano/misto (l/100 km): 4,7/6,2/5,3

Emissões CO2 (gr/km): 139

Dimensões e pesos

Comprimento/Largura/Altura (mm): 4866/1870/1465

Distância entre eixos (mm): 2809

Largura de vias (fr/tr mm): 1614/1609

Peso (kg): 1765

Capacidade da bagageira (l): 572/1681

Deposito de combustível (l): 52

Pneus (fr/tr): 235/60 R18

Preço da versão ensaiada (Euros): 56201€
Preço da versão base (Euros): 56201€