Toyota Yaris GSPORT – Ensaio Teste

By on 28 Agosto, 2018

Toyota Yaris GSPORT

Texto: André Duarte ([email protected])

Exclusividade

Ter um modelo que constitui uma edição limitada é sempre sugestivo. Foi precisamente o que a Toyota fez com o Yaris GSPORT, confinando-o apenas a 20 unidades, numa edição exclusiva para o nosso país. Tivemos o privilégio de o conduzir e damos-lhe o parecer nas próximas linhas…

Conheça todas as versões e motorizações AQUI.


Mais:

Imagem Exterior / Agilidade / Motor / Prazer de Condução

 

 

Menos:

Menos: Interior conservador / Binário disponível

Exterior
Interior
Equipamento
Consumos
Ao volante
Concorrentes
Motor
Balanço final
Ficha técnica

Exterior

O Toyota Yaris GSPORT tem na estética exterior um grande trunfo. A tonalidade bi-tom, com a carroçaria em Cinza Cement e o tejadilho Night Sky, a par de apontamentos em vermelho na zona inferior do pára-choques dianteiro e difusor traseiro, atribuem-lhe personalidade visual e um toque diferenciador. A isso juntam-se capas dos espelhos retrovisores em preto; antena tipo barbatana de tubarão; jantes maquinadas de 16” em liga leve; frisos em Piano Black; spoiler traseiro; vidros traseiros escurecidos; e inserções GSPORT nas laterais dianteiras. Detalhes simples mas que transformam o design exterior do modelo convencional, dando-lhe um cunho desportivo em alusão à Toyota Gazoo Racing, equipa da marca nipónica que participa no Mundial de Ralis precisamente com o Yaris.

Interior

No interior pedia-se mais em termos de detalhes diferenciadores, dado que a versão GSPORT destaca-se apenas pelo volante em pele com inserção GSPORT,  apontamentos em vermelho nos tapetes dianteiros e traseiros e materiais em tons escuros, sóbrios e de qualidade. Em tudo o mais temos um Yaris ‘normal’. Dada a exclusividade, 20 unidades, seria bem vindo um interior também ele mais exclusivo. Nota para o Sistema multimédia Toyota Touch 2, ligação bluetooth, ecrã TFT a cores e vidros elétricos dianteiros e traseiros.

Equipamento

Em termos de equipamento, esta edição limitada destaca-se por: luzes de circulação diurna e traseiras LED; cruise control; sensor de chuva; ecrã TFT a cores de 4.2”; câmara auxiliar ao estacionamento; controlo de estabilidade; controlo de tração; e controlo de arranque em subida. Como não poderia deixar de ser, nota ainda para o Toyota Safety Sense, que inclui sistema de pré-colisão, luzes de máximos automáticas, aviso de saída de faixa de rodagem e reconhecimento de sinais de trânsito.

Consumos

O Toyota Yaris GSPORT equipado com um motor a gasolina 1.5 VVT-iE permite realizar-se consumos médios de 6l/100 km, o que, atendendo aos seus 111 cv e a um motor atmosférico que ‘pede’ acelerador, não é excessivo.

Ao volante

Ao volante este Yaris GSPORT, equipado com um novo bloco a gasolina 1.5 VVT-iE, revela-se um gosto. Desde logo sentimos a diferença para a maioria dos modelos que hoje equipam motores a gasolina. A falta de turbo. O que torna o bloco de 4 cilindros atmosférico uma proposta que pede mais acelerador e rotação na sua utilização, obrigando assim a uma condução ligeiramente diferente dos motores de 3 cilindros turbo.

Ao volante dá gozo puxar pelo motor, que é acima das 3000 rpm que tem a faixa de utilização ideal, com o binário máximo de 136 Nm a revelar-se somente às 4400 rpm. É por isso natural andarmos constantemente em altas para sentirmos uma resposta tão encorpada quanto as suas características o permitem. Ainda assim, em médios e altos regimes nota-se a falta de potência, obrigando-nos por vezes a colocar uma ou duas abaixo, na devidamente escalonada caixa manual de 6 relações, para dessa maneira compensar com reduções o ‘curto’ binário disponível.

Por outro lado, mesmo sendo um modelo com 111 cv e não um superdesportivo, a sonoridade do bloco, leve, presente e num pequeno ralhar constante, agrada desde o primeiro momento. Em estrada o Yaris revela-se muito ágil, fazendo-nos querer explorá-lo, fruto dessa mesma sonoridade. As suspensões reagem bem ao mau piso e o chassis assegura um bom comportamento, ao mesmo tempo que a direção é adequada na informação que presta. O modelo move-se em bloco e revela-se muito fácil de manusear, sendo bastante divertido.

Concorrentes

Sendo uma edição especial, este tópico não se aplica.

Motor

O Toyota Yaris GSPORT constitui uma edição limitada, exclusivamente feita para Portugal, a 20 unidades, a qual surge unicamente com motor  a gasolina 1.5 VVT-iE.

Balanço final

O Toyota Yaris GSPORT é uma proposta que nos garante um modelo de estilo desportivo com um coração racional. Valências que se cruzam na possibilidade de diversão que ao volante é possível extrair, mas também numa utilização diária sem exageros nos consumos. No fundo, uma proposta que nos pode encher de orgulho… e de algum prazer. Apesar da exclusividade, ainda é possível sonhar, já que a Toyota tem ainda cinco exemplares na garagem.

Ficha técnica

Motor

Tipo – gasolina, 4 cil. em linha, injeção indireta

Cilindrada (cm3) – 1496

Potência máxima (cv/rpm) – 111/6000

Binário máximo (Nm/rpm) – 136/4400

Transmissão e direcção – dianteira, transmissão manual de 6 velocidades; pinhão cremalheira com assistência elétrica

Suspensão (fr/tr) – Tipo McPherson à frente e eixo de torção atrás

Prestações e consumos

Aceleração 0-100 km/h (s) – 11s

Velocidade máxima (km/h) – 175 km/h

Consumos Extra-urb./urbano/misto (l/100 km) – 4,0/6,2/4,8

Emissões de CO2 (g/km) – 109

Dimensões e pesos

Comp./largura/altura (mm) –  3945/1695/1510

Distância entre eixos (mm) – 2510

Largura de vias (fr/tr) (mm) – 1485/1470

Travões (fr/tr) – Discos ventilados/Discos

Peso (kg) – 1190

Capacidade da bagageira (l) – 286

Capacidade do depósito (l) – 42

Preço da versão base (Euros): 19995€