Volkswagen Golf R – Ensaio

By on 16 Novembro, 2017

Texto: André Duarte

Equilíbrio Perfeito

Há mais de 40 anos nas linhas de produção, o Golf é um modelo muito querido do público. Por isso, poder privar com a sua versão mais desportiva, R, tem tanto de fascínio quanto de curiosidade. Fomos conhecê-la e a satisfação não podia ser maior.


Mais:

Resposta do Motor, Tração integral, Comportamento, Conforto, Prazer de Condução.

Menos:

Preço.

Exterior
Interior
Equipamento
Consumos
Ao volante
Concorrentes
Motor
Balanço final
Ficha técnica

Exterior

No exterior deparamo-nos com um modelo discreto. A versão R é, na sua essência estética, um Golf que se vê revestido de alguns atributos diferenciadores, mas colocados de uma maneira subtil, que podem fazer passar despercebido ao cidadão comum este exemplar de grande coração.

E essa característica dá-lhe uma grande aura. Sabermos que podemos circular com um belo exemplar, sem estarmos constantemente a ser o centro das atenções, no fundo, podemos confortavelmente passear com descrição. É claro que um olho mais atento irá reparar que há pormenores fora do comum, mas para isso é preciso outro grau de conhecimento.

No exterior, a versão destaca-se pelas inserções R na grelha dianteira, nos painéis laterais e na tampa da bagageira. A dianteira conta com uma grelha de radiador específica em preto brilhante, tonalidade que garante o sombreado aos faróis LED que incorporam luzes de condução diurna e de curva dinâmica. O pára-choques é também específico – com entradas de ar alargadas. Na lateral podemos apreciar as bonitas jantes Cadiz de 18”, que deixam ver os discos de generosas dimensões, com pinças de travão em preto a ostentarem a inserção R. Destaque também para os espelhos em cromado mate ou, em opção, em carbono ou preto brilhante, e as discretas saias laterais em preto brilhante. Na traseira sobressaem o spoiler, a dupla ponteira de escape e um difusor específico R, a par dos farolins traseiros escurecidos.

A tonalidade azul da carroçaria contrasta com os vários detalhes em preto brilhante, gerando um agradável efeito visual. No geral, temos um modelo que esconde esteticamente a sua veia desportiva, na capa de uma carroçaria que se confunde facilmente com um irmão menos potente… para o olho menos atento.

Interior

Uma vez no habitáculo deparamo-nos com um modelo muito sóbrio, que, no fundo, segue a tónica exterior, com os traços mais distintivos a incidirem em pormenores: volante desportivo multifunções em couro, com design R; bancos desportivos, topo de gama, disponíveis de série, equipados com os estofos Race; apoios de cabeça com o logótipo R bordado; apoios laterais com o visual especial Carbon Style; inserções em aço inoxidável nas soleiras que são iluminadas a azul; inserções decorativas em Carbon Touch com iluminação ambiente; pedais em aço inoxidável e forro do tejadilho em preto. Os materiais são muito agradáveis ao toque, apenas a alavanca para subir o banco se apresenta com um plástico espartano.

Tanto nos lugares dianteiros como nos traseiros, o modelo cumpre em termos de cotas de habitabilidade. Apenas nos bancos traseiros as costas não ‘assentam’ tão bem quanto à frente, mas tal não impede uma viagem cómoda. Já o passageiro do lugar do meio é penalizado no espaço para as pernas. O ideal é por isso circularem apenas duas pessoas atrás. As costas do lugar do meio podem ser rebatidas, formando um apoio de braço para os demais passageiros, com uma base para dois copos, permitindo também que se chegue à bagageira. Os bancos rebatem na proporção 60:40 e têm sistema Isofix para a colocação de cadeirinhas. A bagageira de 343l é perfeitamente adequada para as necessidades, com o detalhe de ‘esconder’ um pneu sobresselente.

Os espaços para arrumação, tanto nas portas, como na consola central – sob a zona para o apoio de braços, à frente do seletor, e ao pé do botão para acionar o travão de mão electrónico – são perfeitamente adequados para as necessidades. Tem ainda uma caixa para arrumação debaixo de cada um dos bancos dianteiros.

O tablier é muito despido de botões, estando as funcionalidades quase na totalidade no ecrã que pode ser de 8” (com o sistema Discover Media, de série) ou 9,2” (com o sistema de navegação Discover Pro, opcional). Aí podemos aceder a várias opções aos ‘capítulos’ conectividade e infoentretenimento: rádio, media, car-net, app-connect, telefone, informações do veículo, sistema de navegação, informações de trânsito, VW media control, imagens, som e ajustes do veículo. O ecrã é muito agradável ao toque e responde bem às solicitações do nosso dedo.

O Discover Media conta com oito altifalantes, receção de rádio FM, leitor de CD, duas entradas para cartões SD, interfaces AUX-IN e USB, pré-instalação para telemóvel através de Bluetooth e atualizações gratuitas de software; o Discover Pro acrescenta comando por gestos que permite mudar, por exemplo, de uma estação de rádio para outra, e permite o visionamento de mapas em 3D.

Equipamento

Sistemas de Assistência à Condução e Segurança

Neste capítulo, entre sistemas de série e opcionais, destaque para: cruise control adaptativo (ACC), disponível de série, sistema de monitorização do trânsito circundante, Front Assist com função de travagem de emergência e deteção de peões também como equipamento de série. Há ainda como opcionais o assistente de congestionamento, o sistema Emergency Assist e o Blind spot sensor.

Entre o equipamento opcional podemos encontrar, por exemplo:

487€ Pacote Inverno (Bancos dianteiros aquecidos; Ejetores do limpa-vidros com aquecimento; Indicador do nível de água do limpa pára-brisas; Lava-faróis)

961€ Pacote “Driver Assistance” com “Dynamic Light Assist” (Câmara multifunções; “Dynamic Light Assist” – Assistente dinâmico de luzes máximos; Reconhecimento de sinais de trânsito; Sistemas “Trafic Jam Assist”, “Emergency Assist”, Sensor de ângulo morto e “Lane Assist”)

859€ Pacote “Driver Assistance” (“Light Assist” – Assistente de luzes máximos; Câmara multifunções; Reconhecimento de sinais de trânsito; Sistemas “Trafic Jam Assist”, “Emergency Assist”, Sensor de ângulo morto e “Lane Assist”)

577€ “Lane Assist” + “Light Assist” + Reconhecimento de sinais de trânsito (“Light Assist” – Assistente de luzes máximos; “Lane Assist” – Assistente de manutenção na faixa de rodagem; Câmara multifunções; Reconhecimento de sinais de trânsito)

678€ “Lane Assist” + “Dynamic Light Assist” + Reconhecimento de sinais de trânsito (“Lane Assist” – Assistente de manutenção na faixa de rodagem; Câmara multifunções: “Dynamic Light Assist” – Assistente dinâmico de luzes máximos; Reconhecimento de sinais de trânsito)

Consumos

Os consumos, numa utilização tranquila e sem nunca pisarmos a fundo, conseguem-se na casa dos 7,9l/100 km. No entanto, convenhamos que não é pelos consumos que queremos um modelo de 310 cv. O mais normal são registos perto dos 9 litros. Se andarmos a explorar o seu potencial, o máximo a que chegámos de consumo médio foi aos 16,9 litros, o que, acreditem, está longe de ser muito, atendendo às performances que permite.

Ao volante

A expectativa é grande quando nos encontramos nesta posição, com o seu ar sereno e pacato a contrastar com uma ficha técnica de fazer sonhar: 310 cv (+10 cv que a versão anterior); um binário de 400 Nm (+20 Nm); 4,6s dos 0 aos 100 km/h; tração integral permanente 4Motion; suspensão adaptativa DCC e caixa automática DSG de 7 velocidades.

Tudo parece demasiado bom para ser verdade. Mas é. E é com esse encanto que nos sentamos ao volante, sendo recebidos por bancos desportivos cómodos, confortáveis e com um fantástico apoio lombar.

Start & Stop pressionado e o motor 2.0l TSI cumprimenta-nos com uma branda erupção de potência. Para explorarmos o seu eu em vários ambientes, existe um leque de modos de condução à escolha – Eco, Comfort, Normal e Sport (há também o Individual).

No modo Eco temos uma resposta que esconde bem a essência deste exemplar, se não forçarmos o andamento. Passando para o Normal, esta ganha notoriamente outro corpo, com um rugido, ainda que ligeiramente contido, a fazer-se ouvir com alguma presença no habitáculo. Algo que salta de imediato à vista, desde os primeiros metros, é o conforto que a suspensão adaptativa DDC proporciona, absorvendo de forma muito eficaz as irregularidades do piso e sendo um exemplo, mesmo para carros de linha não desportiva – e não é preciso irmos ao modo Comfort para o sentirmos.

Mas depois dos ‘aperitivos’, é no modo Race que somos catapultados para a verdadeira essência R deste Golf. Pisamos o acelerador e gradualmente esquecemos tudo. Em 4,6s sabemos que atingimos os 100 km/h, mas há muito mais que isso. Uma áspera e envolvente sonoridade oriunda do bloco 2.0l TSI instala-se no habitáculo, numa gradação auditiva que vai oscilando ao ritmo do dançar do acelerador, criando uma harmonia de bem estar e de fascínio em quem segue ao volante.

O que mais impressiona é a eficácia na entrega de potência às quatro rodas, garantida pelo binómio caixa DSG/ tração integral 4Motion, com os 310 cv a serem muito bem distribuídos, algo que se reflete num andamento que decorre com muita fluidez, sentindo-nos deslizar no asfalto. Traçamos então um destino em percurso sinuoso que nos faz dedilhar as passagens de caixa através das patilhas de volante, um processo obrigatório para extrairmos em pleno o verdadeiro potencial deste Golf R. Seja num pisar vigoroso, ou em reduções mais decididas, a resposta é traduzida num fluxo de potência e aumento da velocidade, sem nunca levarmos um ‘coice’ nas costas, ainda que fiquemos agarrados ao banco.

O Golf R permite-nos assim bordagens em curva limpas, com inserções e saídas muito eficazes e sempre com uma repartição da tração a preceito, transmitindo uma enorme sensação de à-vontade e confiança, sem perdermos a noção real da velocidade a que circulamos. Desfrutamos de uma harmonia perfeita com o conjunto, como um fato por medida que assentará bem a todos os que seguirem no lugar mais desejado. Tudo isto sai beneficiado pela relação peso/potência – 310 cv associados a um peso na casa dos 1500 kg – e respetivas proporções compactas, colocando-nos em mãos por um exemplar ágil, vigoroso e viciante.

Para lidarmos com os naturais excessos, temos um belo sistema de travagem que está sempre pronto a atuar e nunca se mostra ‘cansado’, aconselhando-se a utilização do pé esquerdo para o respetivo pedal em momentos de deleite ao volante, já que as frações de segundo entre travar e acelerar muitas vezes cruzam-se e não há tempo para ‘dançar’ entre pedais unicamente com o direito. Por outro lado, a suspensão adaptativa DDC cria um compromisso perfeito entre conforto e estabilidade, contribuindo para a satisfação e bem estar de cada viagem.

No fundo, o Volkswagen Golf R transporta o nosso imaginário para uma classificativa de ralis. A resposta é muito clara e o comportamento muito verdadeiro, permitindo-nos ter uma leitura fácil das suas reações. É por isso um modelo muito generoso na permissividade de utilização para quem o conduza. Não esconde o seu propósito, mas é sempre equilibrado na evidência do mesmo. O painel de instrumentos fornece-nos uma gama completa de informações, de fácil leitura. Um pormenor interessante, se quisermos levar a veia desportiva mais a sério, temos um monitor de potência e um cronómetro para darmos largas à imaginação.

Concorrentes

É talvez no preço o senão do Volkswagen Golf R, quando olhamos para a concorrência, seja ela, mais ou menos direta. O Honda Civic Type R, com tração dianteira e motor 2.0l com 320 cv tem um preço a começar nos 46.900€. Já o Ford Focus RS, com motor 2.3l de 350 cv e tração integral, cifra-se nos 50.525€. O Hyundai i30N, com motor 2.0l a debitar 275 cv na versão equipada com pack performance, conta com um preço de 42.500€. Noutra esfera, com tração dianteira e motor 1.6l de 270 cv está o Peugeot 308 GTi, com um preço inicial de 42.450€.

Motor

Falando em versão R, este é o único modelo disponível. Claro que o  modelo Golf tem uma ampla oferta de propostas. Entre os motores a gasolina contam-se: 1.0 TSI de 110cv, 2.0 TSI de 245 cv (além do do presente modelo de 310 cv) e 1.4 TGI de 110 cv. A diesel a gama incorpora o 1.6 TDI com 90 cv e 115 cv e o 2.0 TDI com 150 cv e 184 cv. Há ainda uma proposta híbrida, o GTE Plug In Hybrid, com uma potência combinada de 204 cv. As versões, mediante as motorizações, dividem-se, além do ‘Golf normal’ (a partir de 24.530€), em GTi (48.319€), GTD (45.780€) e R (54.405€).

Balanço final

Se tivessemos de definir numa palavra este Golf R, diríamos, equilíbrio. O modelo conjuga todos os seus elementos com tocante harmonia, tornando a condução uma experiência que queremos repetir a todo o instante. É a escolha certa se quisermos uma proposta que nos faça sentir estar a disputar um troço de ralis, depois de termos deixado a família ou amigos no destino e seguirmos viagem sozinhos.

Dá-nos aso a devaneios, proporcionando grande prazer, sem que os consumos sejam exorbitantes. Apenas o preço está um pouco acima de propostas rivais, mas tal não mancha em nada aquilo que este Golf R é e representa. No fundo, não precisamos de ser um Sébastien Ogier para tirarmos um bom partido do modelo e gozarmos das grandes sensações de condução que proporciona. E isso vale ouro.

Ficha técnica

Motor

Tipo – gasolina, 4 cil., injeção mista direta/indireta, turbo, intercooler

Cilindrada (cm3) – 1.984

Diâmetro x curso (mm) – 82,5 x 92,8

Taxa de compressão – N.D.

Potência máxima (cv/rpm) – 310/5500-6500

Binário máximo (Nm/rpm) – 400/2000-5400

Transmissão, direcção, suspensão e travões

Transmissão e direcção – integral permanente, auto. DSG de 7 vel.; assistência elétrica

Suspensão (fr/tr) – Tipo Mcpherson / Multilink

Travões (fr/tr) – Discos ventilados/Discos ventilados

Prestações e consumos

Aceleração 0-100 km/h (s) – 4,6s

Velocidade máxima (km/h) – 250 km/h

Consumos Extra-urb./urbano/misto (l/100 km) – 6,0/8,7/7,0

Emissões de CO2 (g/km) – 160

Dimensões e pesos

Comp./largura/altura (mm) – 4263/1790/1465

Distância entre eixos (mm) – 2626

Largura de vias (fr/tr) (mm) – 1533/1503

Peso (kg) – 1505 (versão 3p)

Capacidade da bagageira (l) – 343 / 1233 (c/ bancos traseiros rebatidos)

Depósito (l) – 55

Pneus (fr/tr) – 225/40 R18

Preço da versão base (Euros): 55779€