Volkswagen Polo 1.6 TDI R-Line – Ensaio Teste

By on 14 Setembro, 2018

Volkswagen Polo Confortline 1.6 95 cv R-Line

Estilo e racionalidade

Texto: André Duarte ([email protected])

A nova geração do Polo facilmente se confunde com um Golf, se o dotarmos do traje certo, como é o caso do pacote R-Line. Fomos conhecer a versão com bloco 1.6 TDI de 95cv


Mais:

Equipamento Exterior R-Line / Motor / Espaço

Menos:

Alguns plásticos no interior / Preço / Caixa apenas de 5 velocidades

Exterior
Interior
Equipamento
Consumos
Ao volante
Concorrentes
Motorizações e versões
Balanço final
Ficha técnica

Exterior

A versão Confortline com pacote de equipamento exterior R-Line (opcional de 1235€) dota o Polo de uma imagem mais agressiva e encorpada, tornando-o passível de ser confundido… com o Golf R. De facto as semelhanças existem, para mais fruto de o novo Polo ter crescido em dimensões, o que indiscutivelmente o aproxima do seu irmão mais velho.

Destaca-se por uma carroçaria esculpida, uma dianteira com um pára-choques desportivo, grelha inferior a negro e inserção alusiva à versão junto ao farol dianteiro direito. Os faróis têm também contornos a negro. Na lateral sobressaem o friso inferior a negro, as bonitas jantes de 16” e a inserção R-Line. A traseira destaca-se pelos spoiler, difusor e dupla e discretas saídas de escape, embutidas no pára-choques.

Interior

O habitáculo é um dos mais espaçosos do segmento, o que constitui uma grande vantagem para uma utilização diária. Os bancos traseiros são confortáveis, mesmo o do lugar do meio, algum não muito comum. O pragmatismo é palavra de ordem, embora nem todos os materiais sejam agradáveis ao toque. A nova geração tem uma bagageira de 351 litros que chega aos 1125 litros com os brancos traseiros rebatidos (proporção 40:60). A bagageira tem piso duplo, o que facilita a colocação de sacos.

À frente o ecrã central está direcionado para o condutor, num elegante painel em preto brilhante que acompanha o tablier até à instrumentação. No ecrã tátil, por via do sistema de navegação Discover Media (768€), podemos aceder aos seguintes menus: rádio, media, car-net, app-connect, telefone, veículo, navegação, trânsito, imagens, ajustes, som e VW Media Control. Através destes é possível ter acesso aos serviços de conectividade Android Auto, Apple CarPlay e MirrorLink. Nota também para o carregamento por indução.

Mas se o Discover Media é opcional, de série o polo surge com Rádio Composition Media, Sistema App-Connect e Volkswagen Connect.

Equipamento

O Polo na versão Confortline surge de série com:

Duas entradas USB
Quatro jantes em liga leve “Sassari” 5.5Jx15
Carregamento por indução
Espelhos de cortesia iluminados nas palas do sol
Hill Hold Control
Imobilizador eletrónico
Indicador multifunções “Plus”
Inserções cromadas nos interruptores das luzes e da regulação dos retrovisores exteriores
Jantes em liga leve “Sassari” de 15”
Luzes de condução automáticas com funções “Leaving-Home” e função manual “Coming-Home”
Luzes de leitura atrás
Manípulo da alavanca de velocidades em couro
Monitorização da pressão dos pneus
Parafusos anti-roubo
Piso da bagageira duplo
Pneu sobressalente com dimensões normais em jante em aço
Porta-objetos sob os bancos dianteiros
Proteção para o transporte
Proteção pedestre proativa
Punho da alavanca do travão de mão em couro
Retrovisores exteriores eletricamente ajustáveis e aquecidos
Rádio “Composition Media”
Sistema “App-Connect”
Sistema de deteção de fadiga
Sistema Start&Stop com recuperação da energia de travagem
Volkswagen Connect

Consumos

É um modelo comedido neste capítulo, com consumos mistos de 5,2, mesmo que nos excedamos aqui e ali, o que faz deste Polo 1.6 TDI uma interessante proposta para o dia a dia. No entanto, apesar de os consumos não serem exagerados, não joga a favor o facto de a diferença ainda ser significativa face aos 3,8l anunciados.

Ao volante

A Volkswagen criou um modelo muito equilibrado. O Polo 1.6 TDI oferece uma condução agradável. Temos três modos de condução (122€) – Eco, Normal, Sport e Individual – e nota-se a diferença na resposta do motor quando selecionados, ao contrário de outros modelos. O bloco 1.6 diesel responde sempre muito bem, e apresenta um binário (250 Nm entre as 1500 e 2500 rpm) que cumpre em todas as situações. Apenas a caixa, manual de 5, carece de uma 6ª velocidade, que para viagens de maiores distâncias, seria benéfica em termos de consumos, ainda que estes não sejam elevados, e no rolar do veículo.

Ao volante o Polo transmite confiança, mesmo quando nos entusiasmamos mais, tentativa mais para fazer jus à imagem R-Line, do que propriamente à sua modesta alma. Os travões estão também adequados ao conjunto, assim como a direção. Em matéria de conforto, a absorção das irregularidades é feita de forma competente pela suspensão. Uma proposta interessante e consistente para o quotidiano.

Concorrentes

Citroën C3 1.5 BlueHDi 100cv CM6 – 17.006€

Ford Fiesta 1.5 TDCI 85cv CM6 – 21.905€

Kia Rio 1.4 CRDi ISG 5P TX 90cv CM6 – 22.860€

Renault Clio Limited Energy dCi 90cv CM5 – 20.960€


Peugeot 1.5 BlueHDi 100cv CM6 – 20.615€

Nissan Micra 1.5 dCi 90cv CM6 – 21.800€

Motorizações e versões

O Volkswagen Polo está disponível com três níveis de equipamento: Trendline, Confortline e Highline. No capítulo das motorizações temos o bloco a gasolina 1.0 TSI com 95cv e caixa manual de 5 velocidades ou automática DSG de 7 e a proposta de 115cv com esta última opção de caixa.

No diesel, o bloco 1.6 TDI está disponível com 80cv e caixa manual de 5 velocidades e 95cv com caixa manual de 5 velocidades ou automática DSG de 7.

Balanço final

Para o dia a dia revela-se uma proposta ideal. Tem estilo, espaço, conforto e uma condução agradável, em suma, tudo aquilo que queremos. Apenas o preço ligeiramente superior à concorrência pode constituir um senão. No fundo, o Volkswagen Polo Confortline 1.6 TDI com pacote de equipamento R-Line não é mais que um Polo normal, mas com uma capa de estilo… subtil e bem vinda.

Ficha técnica

Motor

Tipo – gasóleo, 4 cil. em linha, injeção direta, turbo, intercooler

Cilindrada (cm3) – 1598

Diâmetro x curso (mm) – 79,5 x 80,5

Taxa de compressão – 16,2:1

Potência máxima (cv/rpm) – 95/2700-4600

Binário máximo (Nm/rpm) – 250/1500-2500

Transmissão e direcção – dianteira, transmissão manual de 5 velocidades; pinhão cremalheira com assistência elétrica

Suspensão (fr/tr) – Tipo McPherson à frente e eixo de torção atrás

Prestações e consumos

Aceleração 0-100 km/h (s) – 11,2s

Velocidade máxima (km/h) – 185 km/h

Consumos Extra-urb./urbano/misto (l/100 km) – 3,5/4,2/3,8

Emissões de CO2 (g/km) – 99

Dimensões e pesos 

Comp./largura/altura (mm) –  4053/1751/1461

Distância entre eixos (mm) – 2564

Largura de vias (fr/tr) (mm) – 1525/1505

Travões (fr/tr) – Discos ventilados/Tambores

Peso (kg) – 1280

Capacidade da bagageira (l) – 351 / 1125 (c/ bancos traseiros rebatidos)

Capacidade do depósito (l) – 40

Pneus (fr/tr) – 195/55 R16

 

Preço da versão ensaiada (Euros): 25.581€
Preço da versão base (Euros): 23.930€

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!