A Fiat Chrysler Automobiles garantiu o financiamento de 6,3 mil milhões de euros

By on 25 Junho, 2020

Sabia-se que a FCA estava a tentar garantir o apoio do Estado italiano no sentido de avalizar uma linha de crédito de 6,3 mil milhões de euros. Finalmente, as autoridades transalpinas deram o seu aval e o empréstimo foi aprovado.

O maior banco de retalho italiano, o Intesa Sanpaolo, será o responsável pela linha de crédito apoiada pelo aval do Estado italiano, no valor de 6,3 mil milhões. Reforça, assim, a FCA a sua liquidez que entretanto tinha recibo o impacto da decisão da FCA de não entregar dividendos, depois da venda da PartnerRe, empresa da holding da família Agnelli, por pouco mais de 8 mil milhões de euros, ter falhado.

Curiosamente, a PSA, que continua a tratar da fusão com a FCA, também decidiu não entregar dividendos, o que permitiu reforçar a liquidez em mais de 1,6 mil milhões de euros.

Desconhecendo-se quais os termos do acordo para o aval do Estado, recordamos que a FCA viu muita resistência por parte de políticos, economistas e comentadores, pois a empresa tem a sede fiscal na Holanda, um dos países que mais facilidade fiscais oferece na União Europeia e que tem sido o maior obstáculo as decisões da União Europeia no âmbito da ajuda de emergência aos países mais fustigados pelo Covid-19. 

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)