Associação Europeia de Fabricantes de Automóveis quer 1 milhão de postos de carregamento na União Europeia até 2024

By on 11 Fevereiro, 2021

Numa altura em que a União Europeia “aperta” cada vez mais as medidas para acelerar a transição elétrica, a Associação Europeia de Fabricantes de Automóveis (ACEA), a associação de consumidores europeus (BEUC) e os transportes e ambiente (T&E) enviaram uma carta conjunta à União Europeia a pedir um reforço nas infraestruturas de carregamento para carros elétricos. Segundo a ACEA, as entidades querem que, até 2024, os consumidores possam contar com 1 milhão de postos de carregamento, número esse que deve chegar aos 3 milhões até 2029.

“Os fabricantes europeus estão a realizar a transição para a e-mobilidade e estão literalmente a superar-se umas às outras no lançamento de novos veículos elétricos. Mas o sucesso deste esforço enorme está a ser ameaçado pelo atraso na instalação de infraestruturas de carregamento na União Europeia. A Comissão da UE precisa de agir rapidamente e definir metas vinculativas para o aumento de infraestruturas de carregamento nos estados membros. Caso contrário, até mesmo as atuais metas de redução no combate às mudanças climáticas estão em risco. Além da infraestrutura de carregamento público, também precisamos de nos concentrar mais na cobrança no local de trabalho e em casa”, disse Oliver Zipse, presidente da ACEA e CEO da BMW.

Para além disso, a carta refere ainda que a lei deve definir, igualmente, uma meta de cerca de 1000 estações de hidrogénio até 2029. Por fim, os três grupos pediram à Comissão Europeia que propusesse a substituição da diretiva por um regulamento. Ou seja, isto iria ajudar a harmonizar os standards de carregamento, métodos de pagamento, transparência tarifária, manutenção e outras questões em todo o mercado comum na União Europeia. A carta acrescenta ainda que um regulamento também ia permitir a rápida implementação de novos objetivos, enquanto uma diretiva exigiria a transposição para o direito nacional, algo que pode atrasar todo o processo.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)