Aston Martin confirma Tobias Moers como novo CEO

By on 26 Maio, 2020

O patrão da AMG acaba de ser conformado como o novo CEO da Aston Martin, ocupando o ligar de Andy Palmer.

Com 56 anos, Andy Palmer estava ao leme da Aston Martin desde 2014 como presidente e CEO da marca britânica, cessando funções imediatamente, entrando para o seu lugar Tobias Moers, que assumirá o cargo no dia 1 de agosto, juntando o cargo de diretor executivo do conselho de administração. Até ao dia 1 de agosto, será Keith Stanton, o atual vice-presidente e responsável pela produção da Aston Martin, quem ocupará o lugar interinamente.

A chegada do bilionário Lawrence Stroll à presidência da Aston Martin depois de um enorme investimento por si liderado, e os resultados catastróficos da casa britânica desde que Andy Palmer entendeu colocar em bolsa o capital da Aston Martin (perdeu 90% do seu valor desde então), foram os ingredientes para este desfecho. O canadiano já tinha dito que “era o tempo certo para uma nova liderança e uma nova estratégia” e confessou aos membros do conselho de administração que Tobias Moers “é o líder certo para a Aston Martin na medida em que vamos implementar uma nova estratégia para o negócio e alcançar todo o seu potencial.”

Com 55 anos e nascido na Alemanha, Tobias Moers trabalha na Daimler há mais de 25 anos, tendo chegado à Mercedes AMG em 1994, onde ocupou o lugar de responsável pelo desenvolvimento em 2002 e ocupou o lugar de CEO a partir de 2013. Foi ele quem liderou o crescimento do AMG, duplicando o número de modelos, lançando os pacotes de equipamento AMG e aumentando as vendas para valores pouco imagináveis para a AMG.

Lawrence Stroll diz de Moers que “é um excecionalmente talentoso profissional do automóvel e um líder de negócio comprovado, com um excelente registo dentro da Daimler e em particular na AMG, com quem temos uma parceria técnica e comercial que desejo que continue a ser fortalecida. Ao longo da sua carreira conseguiu expandir produto, vendas, reforçou a posição da AMG e aumentou consideravelmente a margem de lucro.”

Para Tobias Moers, “estou muito satisfeito por me juntar à Aston Martin Lagonda nesta altura do seu desenvolvimento. Acredito que há aqui uma significativa oportunidade de destacar os pontos fortes da marca e do negócio para cumprir com sucesso um plano de produto e de expansão que eleva o nome da marca.”

Lawrence Stroll deixou uma palavra para Andy Palmer, o homem que, convirá lembrar, dinamizou a Aston Martin e deixa como legado o DBX, o primeiro SUV da marca britânica. “Em nome do conselho de administração, quero agradecer ao Andy todo o seu árduo trabalho e dedicação pessoal à Aston Martin Lagonda desde 2014. Durante todo este tempo, renovou, de forma bem sucedida, a gama da marca com o lançamento do DB11, do Vantage, do DBS Superleggera e o novo SUV DBX, deixando este pronto para o entregarmos aos clientes este verão. Não esquecendo, também, o desenvolvimento do Valkyrie, super carro que lançou o caminho para a gama de produtos de motor central que ai vem. Finalmente, quero reconhecer e agradecer a sua liderança em temos de adversidade e incerteza devido ao Covid-19”

Em comunicado enviado pela Aston Martin, Andy Palmer disse que “foi um privilégio ter servido a Aston Martin Lagonda por quase seis anos. O lançamento de vários produtos, incluindo o DBX, demonstra a dedicação e a capacidade dos nossos colaboradores. Quero agradecer à minha equipa de gestão e a todos os que trabalharam com ela pelo seu trabalho e apoio, particularmente durante os tempos de exceção ditados pela Covid-19. Estou orgulhoso de todos e foi uma honra ter trabalhado com todos vocês.”

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)