Aston Martin cria “Centro de Eletrificação”

By on 11 Setembro, 2018

A marca britânica confirmou que o Rapide E, a versão de quatro portas da Aston Martin com motorização elétrica, será construído numa nova fábrica localizada no País de Gales, em St Athan, e que ficará conhecida como o centro de eletrificação da marca.

Como sucedeu no passado, a nova fábrica da Aston Martin aproveitará instalações antes utilizadas pela Royal Air Force (RAF) e está já na fase final de transformação em fábrica de automóveis. Uma unidade importante, pois será de onde sairão vários modelos já alinhados para produção no futuro próximo.

Para já, depois de concluída, além do Rapide, fabricará o DBX, o crossover que a Aston Martin está a preparar e terá a responsabilidade de todos os modelos que a sub marca Lagonda irá lançar. Serão criados mais 750 postos de trabalho e a primeira produção desta nova fábrica, serão os protótipos para o DBX.

A partir de 2020-2021, a Aston Martin tem planeada a eletrificação de toda a gama, ou seja, cada modelo terá, pelo menos, um híbrido, sendo que a colaboração com a Mercedes e a AMG será fundamental para esse projeto.

Quanto ao Rapide E, sabe-se que utilizará a tecnologia de baterias de 800 volts, tal como novo Porsche Taycan, permitindo uma recarga mais rápida, e que o exterior terá inspiração no Rapide AMR (Aston Martin Racing).

Para Andy Palmer, CEO da Aston Martin, esta fábrica é decisiva “para que a marca se veja como um futuro líder no desenvolvimento de tecnologias que promovam zero emissões e por isso estamos muito satisfeitos que St Athan seja o nosso ‘Centro de Eletrificação’ para a Aston Martin e para a Lagonda.”

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)