Aston Martin ressuscita o nome V600 e desenvolve Vantage de série ultra limitada

By on 11 Maio, 2018

O departamento de personalização “Q by Aston Martin” vai desenvolver uma série ultra limitada de 14 Aston Martin Vantage baseados no modelo V600 Le Mans de 1999, que na altura chegou a ser o veículo de produção em série mais potente do mercado.

Serão produzidos sete modelos coupé e outros sete cabriolet. Os novos modelos assentarão na plataforma VH da prévia geração Vantage e estarão equipado com uma versão de 600 cv do V12 atmosférico de 5.9 litros. O primeiro modelo foi encomendo por um cliente privado, que eventualmente estabeleceu um acordo com o construtor britânico para possibilitar a produção de 13 unidades adicionais.

Marek Reichman, responsável pelo departamento criativo, afirmou o seguinte: “A divisão ‘Q by Aston Martin’ foi criada exactamente para este propósito. Os nosso clientes podem efectuar encomendas personalizadas colaborando comigo e com resto da equipa do departamento.”

A carroçaria do novo Vantage V600 utiliza fibra de carbono e exibe características que evocam o V600 original, como por exemplo a protuberância do capô e a grelha dianteira escurecida. A tendência passa do exterior para interior, onde se encontra uma consola central composta por fibra de carbono, também evocativa do modelo original.

Cada uma das 14 unidades estará equipa com uma caixa manual de 7 velocidades para tornar o desportivo no “derradeiro Vantage analógico”. Não foi divulgada informação relacionada com prestações, como referência, o Vantage V12 da última geração (já descontinuada) atinge uma velocidade máxima de 330 km/h e é capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em 3,9 segundos.

Baseado no Virage, o V600 de 1999 foi desenvolvido para celebrar os 40 anos desde a vitória da Aston Martin nas 24 Horas de Le Mans de 1959. Foram produzidas 40 unidades antes do fim do séc. XX.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!