Audi renova estilo e tecnologia do SUV Q5

By on 30 Junho, 2020

A casa de Ingolstadt levantou o véu sobre o renovado Q5 que aparece com uma nova roupagem, em linha com o que tem sido os mais recentes produtos da Audi, e tecnologia atualizada.

Toda a gama (incluindo o SQ5 e o Q5 Plug In) receberá estas alterações, sendo que o Q5 passa a ser reconhecido pelas luzes LED de série, as redesenhadas luzes traseiras com grafismo igual ao que tem sido visto nos mais recentes modelos da Audi. Os indicadores de mudança de direção são dinâmicos e as cavas das rodas foram ligeiramente musculadas através dos aros que se destacam da carroaçria, mantendo, porém, a volumetria e o estilo de base. Pela primeira vez, os farolins traseiros vão poder ter tecnologia OLED como opcional.

Na frente lá está a grelha trapezoidal Singleframe, as entradas de ar e os nichos dos faróis de nevoeiro com desenho agressivo. As saias laterais foram redesenhadas a traseira tem um elemento de ligação entre os farolins, bem como um novo difusor. 

Há novas cores, novas jantes de liga leve que vão de 18 a 21 polegadas.

Depois há vários detalhes de acabamento dependendo das versões, sendo que o Q5 Plug In está equipado de série com o equipamento S-Line, que oferece várias diferenças, nomeadamente, a grelha em ninho de abelha, e os para choques mais agressivos. No caso do SQ5, muitas peças são pintadas de preto como as barras do tejadilho, das capas dos espelhos retrovisores além das jantes de 20 polegadas bicolores.

No interior, o Audi Q5 recebe um ecrã de 10,1 polegadas para o sistema MMI sensível ao toque, apoiado pelo novo sistema de info entretenimento MIB3, que pode ser emparelhado com um ecrã de 12,3 polegadas para o sistema Audi virtual cockpit plus, o painel de instrumentos virtual da Audi. Há acesso, sem fios, aos sistemas Apple CarPlay e Android Auto. Há novos revestimentos em madeira, pele com pespontos contrastantes, bem como outros materiais. O sistema de som Bang&Olusfon com 705 watts e som 3D com 19 altifalantes e 16 canais de amplificação.

No que toca aos motores, apenas estará disponível um bloco para já, no lançamento, o 2.0 litros turbodiesel equipado com hibridização ligeira com 12 volts. A tecnologia, já disponível em outros modelos Audi, permite que o motor seja desligado quando segue sem carga e permite usar o sistema “stop&start” abaixo dos 20 km/h, ou seja, sem que se pare. As melhorias no bloco turbodiesel 40 TDI permitem que os consumos, debaixo do protocolo WLTP, seja de 6,5 a 6,8 l/100 km com emissões de CO2 de 139 – 143 gr/km. Em termos de performance, o carro melhorou acelerando dos 0-100 km/h em 7,6 segundos (um segundo menos) com uma velocidade máxima de 220 km/h.

Mais tarde vão surgir um par de versões do 2.0 TDI, um V6 diesel e um par de blocos de 2.0 litros a gasolina. Como dissemos acima, haverá uma versão Plug In e o SQ5.

Não se sabe quando o carro estará disponível em Portugal e quais os preços, mas na Alemanha as encomendas começam em julho e as primeiras entregas no outono, sendo que o carro base custa, na Alemanha, 48.700 euros.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)