BBS abre falência na Alemanha

By on 21 Julho, 2020

A conhecida marca de jantes de liga leve (ou especiais como diz o povo) volta a ter problemas e apresentou falência num tribunal alemão.

A BBS Kraftfahrzeugtechnik AG, nasceu há 50 anos (1970) na cidade de Schiltach, Alemanha, findada por Heinrich Baumgartner e Klaus Brand como… fabricante de peças de plástico para o automóvel. O nome da empresa representa as primeiras letras do apelido dos fundadores e da cidade onde nasceu a casa alemã (Baumgartner, Brand e Schiltach). Ficou famosa ao desenvolver jantes em três peças que se aparafusavam umas às outras com um estilo a imitar raios como nos primórdios da roda. As BBS RS007 ficaram famosas, deram origem a várias réplicas e ainda hoje são procuradas.

Questões financeiras parecem ser a ordem do dia na BBS e depois de em 2007 ter aberto falência, foi adquirida por uma empresa chamada “Punch International”, mas em 2011 voltou o pedido de insolvência e a maioria do capital mudou de mãos para os sul coreanos da Nice Corp.

Como não há duas sem três, a BBS volta a fazer um pedido de insolvência, citando o Covid-19 como o grande responsável pela diminuição da procura por jantes e produtos de personalização (tuning), criando um ambiente hostil. Por outro lado, a BBS teve de parar a produção o que acarretou problemas mais agudos.

Como se percebe, isto não significa que a BBS vai acabar, pois na Alemanha as falências são muito semelhantes ao Capítulo 11 da lei das sociedades anónimas nos Estados Unidos, serve apenas para proteger a empresa dos credores e permitir a sua reestruturação.

Em comunicado, a BBS refere que “noticias já devem ter espalhado o facto da BBS GmbH ter sido forçada a pedir insolvência no distrito de Rottweil no início desta semana. Isto foi necessário para prever uma insolvência financeira que se adivinhava devido à omissão de diversos pagamentos agendados e confirmados.”

Veremos o que esta insolvência vai trazer em termos de planos para a empresa, embora no mesmo comunicado, a BBS assegure que os contratos com construtores para fornecimento de jantes e de clientes não oficiais da marca alemã estão assegurados, bem como o contrato que rubricou com a Nascar para o fornecimento das jantes de aperto central para a nova geração de “stock cars”. Acordo esse que passou para 2022 devido à pandemia de Covid-19, facto que ajudou à deterioração das finanças da BBS. A marca de produtos tuning alemã é mais uma vítima do Covid-19, que já abateu empresas como a Hertz, por exemplo.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)