BMW recusa-se a dar data de descontinuação de motores a combustão

By on 28 Setembro, 2021

A BMW ainda vê uma grande importância nos motores a combustão.

Numa altura em que grande parte dos fabricantes de automóveis já começa a revelar os planos de eletrificação total, a BMW segue o caminho inverso. Em entrevista ao Automotive News, Frank Weber, chefe de desenvolvimento da BMW, explica o porquê de não darem, para já, uma data de descontinuação de motores a combustão.

“Para a mobilidade elétrica, a questão não é quando vão acabar os motores a combustão. A questão é: quando é que o sistema vai estar pronto para absorver todos estes veículos elétricos? É sobre infraestruturas de carregamento, energia renovável. As pessoas estão prontas? Está o sistema pronto? As infraestruturas de carregamento estão prontas? Tudo isto”, disse Weber. “Ninguém tem que decidir hoje se têm uma estratégia de saída para os motores a combustão em 2030. A última coisa que queremos é que os nossos clientes tenham que comprar carros elétricos e que não haja uma infraestrutura de carregamento adequada. Isso não interessa a ninguém”, acrescentou.

De facto, a conversão da indústria automóvel para 100% elétrica traz consigo várias mudanças radicais que, diga-se, não se fazem “do dia para a noite”. Para além disso, também os trabalhadores têm de se adaptar a esta nova realidade. As pessoas que hoje constroem motores a combustão necessitam de tempo e conhecimento para que possam ser realocadas na produção de soluções elétricas, um processo demorado e, diga-se, dispendioso.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)