BMW revela nova ‘arma’…

By on 2 Fevereiro, 2017

A BMW acabou de adoçar o paladar aos amantes de automóveis. Colocou a circular as primeiras imagens e informações da nova BMW Série 5 Touring que se prevê chegar ao mercado em junho.

Em termos de medidas: a Touring cresceu 36 mm, passando a ter um comprimento de 4943 mm;, aumentou em 8 mm em largura, para 1868 mm; e cresceu 10 mm em altura, para 1498 mm. Seguindo a tendência, a distância entre eixos é agora de 2975 mm, mais 7 mm que na versão anterior, o que se traduz por ganhos ao nível de espaço no habitáculo. A bagageira também foi alvo de mexidas, ficando com mais 10 litros e estabelecendo-se nos 570 litros. Com os bancos traseiros rebatidos o valor pode ascender aos 1700 litros. Destaque também para a possibilidade de o óculo traseiro poder ser aberto de forma independente. Ao nível da condução, nota para o sistema de condução semiautónoma e de manutenção na faixa de rodagem ativo até aos 210 km/h.

Graças à nova plataforma utilizada, a BMW Série 5 Touring proporciona a bela equação, em que ao aumento de espaço se associa o menor peso, registando-se uma redução de cerca de 100 kg face ao modelo anterior.

BMW 3

Em termos de motorizações, a oferta divide-se por dois blocos a gasolina e dois a diesel. No primeiro caso, pode-se encontrar o 530i e o 540i xDrive, no segundo, o 520d e 530d.

 O 530i é um motor quatro cilindros, de 2.0 litros, que debita 252 cv e tem um binário de 350 Nm. Vem equipado com uma caixa automática Steptronic de oito velocidades. Dos 0-100 km/h contam-se 6,5s e 250 km/h de velocidade máxima limitada eletronicamente. Os consumos anunciados cifram-se na casa dos 6,3 l/100 km e emissões de CO2 de 143 g/km.

Já o540i xDrive, ainda dentro da oferta a gasolina, é  um bloco de seis cilindros de 3.0 litros com 340 cv e 450 Nm de binário. Em números: 0-100 km/h em 5,1s e uma velocidade máxima… também limitada a 250 km/h. A caixa mantém-se a automática Steptronic de oito velocidades. Os consumos sobem para os 7,7 l/100 km e as emissões de CO2 para 177 g/km. Ao contrário do 530i, que é de tração traseira, este 540i xDrive está disponível apenas com tracção integral (xDrive).

Na oferta diesel, o mais dócil é o 520d. Um quatro cilindros de 2.0 litros turbo, com 190 cv e 400 Nm de binário. Dos 0-100 km/h podemos contar com 8s. A velocidade máxima estabelece-se nos 230 Km/h, 225 km/h se tivermos optado pela caixa automática – por ‘natureza’ vem associado a uma caixa manual de seis velocidades, sendo a outra um opcional. O consumo fica nos 4,9 l/100 km.

Um degrau acima temos o 530d. São seis cilindros, 3,0 litros, 265 cv e 620 Nm de binário. Conta com caixa de oito velocidades e, segundo a marca, faz 0-100 km/h em 5,8s, com tração traseira, e 5,6s com tração integral. As emissões cifram-se nos 134 g/km e os consumos nos 5,1l/100 km. A velocidade máxima é limitada a 250 km/h.

Estão assim lançados os dados deste modelo que tem vários argumentos para voltar a rejuvenescer no mercado.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)