BMW vendeu mais modelos eletrificados no primeiro semestre de 2020

By on 7 Julho, 2020

Apesar dos constrangimentos provocados pela pandemia de Covid-19, a BMW conseguiu vender mais modelos eletrificados que em 2019 apesar de um forte recuo nas vendas.

Contas feitas, em seis meses, a BMW perdeu 23% de volume de vendas, comercializando 952.575 unidades, com o mês de junho a ter uma quebra de 9% para 218.876 automóveis. Isto contabilizando a marcas do grupo (BMW, Mini e Rolls Royce). Algo que a BMNW já sabia que iria suceder conforme Pieter Nota, membro da administração com o pelouro dos clientes, marcas e vendas, referiu em comunicado. “Seguimos o desenvolvimento da procura global de muito perto e continuamos a ajustar os nossos planos aos vários cenários para que possamos responder rapidamente ao passo que as regiões em redor do mundo recuperam da pandemia a diferentes velocidades. Vemos um desenvolvimento positivo na China, onde as nossas vendas no segundo trimestre já estavam acima do registado em igual período de 2019. A procura pelos nossos veículos eletrificados também superou a tendência do mercado no primeiro semestre.”

A BMW vendeu 842.153 unidades (menos 21%), a Mini entregou 118.862 carros em seis meses (menos 31,1%), enquanto os veículos eletrificados da BMW e Mini vendidos aumentaram 3,4% para 61.652 unidades. Já a Rolls Royce entregou 1.560 carros, menos 37,6% que em igual período de 2019. Na divisão de motos, a BMW experimentou um recuo de 17,7% para 76.7087 unidades.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)