Bugatti Centodieci a “nu” mostra o porquê de custar 8 milhões de euros

By on 10 Fevereiro, 2021

O Bugatti Centodieci, apresentado em 2019, foi criado como homenagem do clássico EB 110. Com apenas 10 unidades produzidas, todas elas já vendidas (uma delas pode ser de Cristiano Ronaldo), e um preço base de 8 milhões de euros, nasce como um dos modelos mais exclusivos e caros da marca de Molsheim. Agora, a Bugatti decidiu mostrar o processo de desenvolvido da primeira unidade do hipercarro.

Tal como mostram as fotos, o veículo encontra-se a “nu” enquanto os engenheiros testam todos os componentes técnicos desta verdadeira “obra prima” antes de passar à próxima fase, a criação da carroçaria. De relembrar que o Centodieci está equipado com o motor W16 de 8.0 litros sobrealimentado por quatro turbos que garante 1600 cavalos, potência essa que permite acelerar dos 0 aos 100 km/h em 2,4 segundos e atingir uma velocidade máxima limitada eletronicamente nos 380 km/h.

“Nos próximos meses, além de construir o exterior e fazer simulações avançadas no túnel de vento, estamos muito ansiosos por entrar na pista de testes e começar a afinar o chassis”, revelou André Kullig, diretor técnico da Bugatti. Por fim, as primeiras unidades vão ser entregues aos clientes em 2022.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)