Byton vai começar produção do SUV M-Byte ainda este ano

By on 17 Abril, 2019

A “start up” chinesa de veículos elétricos vai começar a produção do M-Byte no verão, mas perdeu o seu co-fundador, Carsten Breitfeld, ex-patrão da BMW i, que abandonou o cargo de CEO da Byton.

O novo CEO e co-fundador da Byton, Daniel Kirchert, referiu no Salão de Xangai que “Carsten ajudou a construir uma empresa forte e trouxe as pessoas certas para prosseguirmos para o próximo nível. Agora estamos focados no nosso principal objetivo, o começo da produção ‘just in time’ do primeiro modelo da Byton.”

A Byton vai começar a vender carros na China e depois seguirá para os Estados Unidos e, finalmente, para a Europa em 2020. O carros será fabricado na China, em Nanjing, unidade totalmente nova que estará pronta a trabalhar em três meses. Depois do SUV, chegará o K-Byte, em 2022.

Ainda assim, o novo Ceo terá de encontrar mais financiamento, depois de ter recebido recentemente mais de 400 milhões de euros. Dizer que o responsável técnico da Byton é o irlandês David Twohig e trabalhou na Aliança Renault Nissan Mitsubishi, tendo tido como último trabalho o Alpine A110.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)