Caramulo Motorfestival: Bernardo sousa guiou Opel Corsa Rally Electric
Caramulo Motorfestival: Abarth 500e, o escorpião 100% elétrico fez sucesso

Caramulo Motorfestival: muito milhares presentes num evento cada vez “mais e melhor”

By on 14 Setembro, 2023

Nem de perto o público presente no Caramulo Motorfestival é somente adepto dos Clássicos, desportos motorizados ou motores em geral. Veem-se famílias inteiras, público de toda a espécie, pois o que ali têm é um fim de semana diferente, com múltiplas atividades e eventos, bem diferente dos restantes 51 fins de semana do ano. A 18ª edição do Caramulo Motorfestival, que é justamente considerado o maior festival motorizado em Portugal, voltou a atrair milhares de pessoas à Serra do Caramulo no passado fim-de-semana, para vibrar com a beleza dos clássicos e a adrenalina do desporto automóvel.

O prato forte voltou a ser a Rampa Histórica Michelin, que este ano bateu o recorde de participação, com um leque de pilotos e automóveis imperdíveis a subir pelo mítico traçado acima ao longo dos três dias do evento.

Tal como é seu apanágio, o Caramulo Motorfestival trouxe até aos seus palcos um luxuoso elenco de pilotos convidados, com destaque para a presença de Kris Meeke, vencedor de provas no WRC (Campeonato do Mundo de Rallys), de Carlos Tavares, piloto e CEO da Stellantis, de Jean-Philippe Imparato, CEO da Alfa Romeo, além de outros grandes nomes como Joaquim Santos, Rui Madeira, Nuno Rodrigues da Silva, Ricardo Teodósio, Rita Vieira, Hipólito Pires, Bernardo Sousa, Mário Silva, Nuno Serrano, Ricardo Megre, Rufino Fontes, Francisco Sande e Castro, Nuno Caetano, Pedro Villas-Boas, Joaquim Rino, José Lameiro ou José Pedro Fontes.

A Rampa Histórica Michelin teve como vencedores Nuno Caetano, ao volante do Osella PA 21 S EVO, na categoria Speedmasters, e Pedro Diogo, navegado por Margarida Diogo, pilotando o Porsche 928 em Chronomasters.
Já o prémio João de Lacerda, entregue anualmente a uma personalidade que se tenha distinguido no mundo automóvel, coube a Rui Madeira, ex-campeão mundial de Rallys de Grupo N.

Como já é tradição, o evento contou com inúmeros passeios, encontros, concentrações de automóveis e motos, e celebrações, como os 75 anos da Porsche e 60 anos do seu 911, os 75 anos da Land Rover e da Lotus, os 110 anos da Aston Martin e os 60 anos de James Bond, os 30 anos do Renault Twingo, os 100 anos da BMW Motorrad, além da Feira de Automobilia by Speedflag, Bikersville by Cartrack, bp Air Show, Pista TT, Retro Park, subidas de motos antigas e de competição, o Drift Show e o Show de Trial. A edição deste ano do Caramulo Motorfestival viu igualmente dois caças F-16 a rasgar os céus na tarde de sábado, num momento esfusiante para os entusiastas presentes.

Os três dias do evento incluíram ainda a exposição “Lamborghini: 60 anos a cortar o vento”; o Caramulo Experience Center, com a presença de dois F1 do início do milénio; a Kia Electric Village, e ainda a compensação das emissões de carbono emitidas pelos participantes da Rampa Histórica Michelin e dos visitantes que participam no evento com os seus automóveis clássicos.

Fotografias: Joel Araújo, Manuel Portugal e AutoSport

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)