Carregar carros elétricos vai ficar mais caro em 2022. UVE já reagiu

By on 23 Dezembro, 2021

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos divulgou o aumento de 79% das tarifas da Entidade Gestora da Mobilidade Elétrica. A UVE considera este aumento um “forte e injustificado ataque aos utilizadores” de carros elétricos.

A Entidade Reguladora de Serviços Energéticos (ERSE) anunciou que, em 2022, carregar o carro elétrico vai ficar mais caro. A entidade divulgou que será feito um aumento das tarifas da Entidade Gestora da Mobilidade Elétrica (EGME), neste momento a Mobi.e. Este aumento surge a pouco mais de seis meses depois das taxas terem entrado em vigor.

A Associação de Utilizadores de Veículos Elétricos (UVE) já comentou este aumento ao dizer que este aumento é “contra todas as expectativas criadas pelas diversas reuniões que a UVE manteve nas últimas semanas com as entidades envolvidas no desenvolvimento da Mobilidade Elétrica em Portugal”.

Para além disso, a UVE referiu ainda que “repudia o aumento das tarifas da EGME, considero-as um ataque frontal aos utilizadores de veículos elétricos e ao modelo adotado por Portugal”, bem como, “exige uma revisão imediata deste aumento, no limite com a manutenção das tarifas atualmente em vigor, relembrando que mesmo estas continuamos a considerar desajustadas, quer na forma, quer no tempo”.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)