Carro elétrico ou a combustão, qual tem um maior custo mensal?

By on 1 Outubro, 2020

Um dos pontos em que os carros elétricos são criticados é o preço superior quando comparado com propostas semelhantes a combustão. No entanto, este dado ainda será verdade? Para ajudar a tirar as dúvidas, a LeasePlan revelou o Anual Car Cost Index 2020, um índice que mostra qual é o verdadeiro custo de manter um automóvel. Para tal, foram calculados em média todos os custos durante os primeiros quatro anos de propriedade com 30 mil km de condução por ano. Isto inclui combustível, depreciação, impostos, seguros e manutenção, ou seja, todos os pontos onde efetivamente se gasta dinheiro num carro.

Para começar, de referir que Portugal se encontra no 11º lugar no custo mensal de propriedade de um carro (649€ de custo médio). Para além disso, decidiram destacar dois segmentos que consideram importantes e compararam a diferença de preços entre carros a combustão e elétricos: utilitários/compactos e segmento médio. Começando pelo primeiro (B1 e C1), Portugal continua a registar um preço de propriedade médio superior nos elétricos. De facto, um elétrico custa em média 686€ por mês, enquanto a gasolina o preço é de 651€ e Diesel 672€.

Curiosamente, o mesmo estudo diz que no segmento médio o paradigma é completamente diferente. De acordo com os dados do Anual Car Cost Index 2020 o custo médio de um elétrico é de 811€, um valor inferior aos 910€ a gasolina e 1030€ no Diesel. Este valor está relacionado, segundo o estudo, com o preço crescente dos combustíveis fósseis, as taxas mais avultadas, principalmente no Diesel e ainda o crescente número de vantagens fiscais para veículos elétricos.

“A boa notícia é que os custos dos VE estão a baixar e estamos a assistir ao desenvolvimento de um forte mercado de VE em segunda mão para os VE de qualidade usados. A má notícia é que os governos não estão a fornecer as infraestruturas de carregamento necessárias para satisfazer a procura do mercado. Os decisores políticos nacionais e locais precisam de acelerar agora e investir numa infraestrutura de tarifação universal, acessível e sustentável para permitir que todos façam a mudança para VE. Apoiar a transição para a mobilidade elétrica é o melhor investimento que os governos podem fazer – os VE são bons para os condutores, bons para a qualidade do ar, e uma das formas mais eficazes de combater as alterações climáticas”, afirmou Tex Gunning, CEO da LeasePlan.

O estudo teve em conta dados de 18 países europeus, nomeadamente, Áustria, Bélgica, República Checa, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Países Baixos, Noruega, Portugal, Espanha, Suécia, Suíça e Reino Unido.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)