Citroën Ami sofre acidente, mas demonstra robustez estrutural

By on 12 Janeiro, 2021

Ao contrário dos veículos elétricos da atualidade, os carros em que não é preciso ter carta de condução para conduzir costumam “esquecer” a parte da segurança. Um dos que tem feito furor nos últimos tempos é o Citroën Ami, um carro elétrico em que o condutor só precisa de ter uma licença de categoria B1, a mesma das motos de 50 cc e que se pode tirar aos 16 anos. No entanto, ao olhar para ele, algumas pessoas podem pensar que é um veículo com uma carroçaria frágil, mas desenganem-se.

Tal como podemos ver nas fotos do artigo, este Citroën Ami passou por um acidente aparatoso. De acordo com os relatos, o jovem condutor entrou numa estrada proibida para este tipo de veículos e acabou por ser abalroado por outro carro que seguia a cerca de 110 km/h. Tendo em conta que o Ami tem uma velocidade máxima limitada a 45 km/h, podemos perceber que foi um acidente violento que até o levou a capotar. Porém, o mais espantoso é que a carroçaria do Ami mostrou-se mais forte do que se podia esperar e absorveu bem o choque. Claro que os painéis ficaram danificados, mas o mais importante é que o jovem condutor saiu deste acidente apenas com dores de pescoço e alguns cortes ligeiros devido à explosão dos vidros.

Fonte: Drivetribe / Fotos: Facebook

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)