Citroen C-Elysée e e-Mehari vão desaparecer em 2019

By on 7 Janeiro, 2019

Não se consegue acertar sempre e no caso da Citroen, dois modelos há que depois de carreiras menos bem sucedidas, vão desaparecer dos catálogos da marca francesa já em 2019, curiosamente, o ano do centenário.

Em Portugal, o C-Elysée tem conhecido incremento de vendas com as frotas de táxis, mas uma carreira muito discreta no retalho “normal”, exatamente aquilo que se passa um pouco por toda a Europa, com vendas que não passam de 11 mil unidades durante os primeiros 11 meses de 2018, com 618 carros comercializados em novembro. Em toda a Europa. A partir daqui percebe-se porque razão a Citroen vai acabar com o C-Elysée, uma berlina de quatro portas “low cost”, dizia-se na hora do lançamento, que acabou por não ter sucesso.

O caso do e-Mehari é ainda mais sintomático. Modelo descapotável com motorização elétrica, tem como base o Bluesummer, mas terá o mesmo destino deste, ou seja, o fim de produção. O modelo foi lançado em março de 2016 e a Citrpen acreditava que iria vender qualquer coisa como mil unidades por ano. Nunca aconteceu e em 2018, nos primeiros onze meses, não foram vendidos mais que 305 unidades, com 19 carro vencidos em novembro. Perante estes números, nada mais restava à Citroen que acabar com a vida do e-Mehari e deixar a linha de produção livre para o C5 Aircross.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)

Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)

Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)