Com a chegada dos dias mais frios, há cinco coisas que tem mesmo de verificar

By on 1 Dezembro, 2022

A altura do ano mais fria é também um pouco mais exigente para alguns dos componentes do seu automóvel. Mas para que tudo corra da melhor forma e possa aproveitar estes dias com a mente mais tranquila, há cinco coisas que deve verificar.

A aproximação do Inverno traz temperaturas mais baixas e chuvas intensas, sendo mais exigente para a grande maioria dos condutores. É com esta transição que podem surgir acidentes mais complicados por causa das condições climatéricas ou por algum descuido com a manutenção do seu automóvel. Mas neste ponto podemos dar uma ajuda, através de cinco dicas importantes.

PNEUS: Os pneus são um dos componentes mais importantes do automóvel e nem sempre lhes é dada a devida importância, seja na hora de os substituir, seja no hábito regular de serem verificadas as pressões que lhes permitirão desempenhar a sua função corretamente, bem como de ver prolongada a sua durabilidade. Consulte o manual do seu automóvel e verifique a pressão dos pneus regularmente. Não se esqueça de considerar a lotação e carga habitual do veículo. O rasto mínimo permitido por lei tem 1,6 milímetros de profundidade, mas isso não basta para o pneu estar aprovado. Procure bolhas ou fissuras que denunciem a fraca integridade do pneu e considere substituí-los rapidamente se for esse o caso.

ESCOVAS: O melhor teste que pode ser feito às escovas é utilizá-las e garantir que retiram a água e limpam eficientemente o para-brisas e vidro traseiro. Por norma, devem ser trocadas todos os anos, evitando enfrentar a estação das chuvas com escovas de borracha ressequida que podem dificultar a visibilidade. Lembre-se que a chuva por vezes não avisa. É um componente relativamente barato e de fácil substituição. Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje. Verifique-as e substitua-as, caso seja necessário, antes do inverno chegar em força.

ILUMINAÇÃO: Garanta o correto funcionamento de todas as luzes do seu automóvel. Os dias são mais curtos e as condições de visibilidade são por vezes muito limitadas. Ver e ser visto é essencial e para isso devem ser substituídas as lâmpadas fundidas – mude também a equivalente do lado oposto, evitando tons e intensidades diferentes – e os faróis devem estar limpos por dentro e por fora.

BATERIA: Este é um componente muitas vezes esquecido. Só nos lembramos da sua existência quando chegamos ao carro de manhã e ao rodar a chave, nem sinal. Mas não só o esquecimento de uma luz ligada esgota a carga de uma bateria, há também outros fatores que influenciam o seu desempenho, sendo que um bom exemplo disso são as temperaturas baixas. Assim, caso a sua bateria já acuse o peso da idade, ou se os invernos na sua área de residência são rigorosos e frios, talvez não seja má ideia ponderar a sua substituição. Para a testar, utilize um multímetro e verifique se a tensão medida é de 12 V.

LÍQUIDO DE REFRIGERAÇÃO: Em casos de temperaturas muito baixas, é essencial utilizar um líquido adequado no circuito de refrigeração do motor, o chamado anti-congelante, e evitar a água que não só não refrigerará como também poderá causar danos sérios no motor. De forma a evitar sustos e despesas, o líquido anti-congelante deve ser substituído com regularidade, pelo menos uma vez por ano, compensando a perda de capacidades ao longo do seu tempo de utilização.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)