Mercedes revê objetivos de eletrificação e desacelera o ritmo
Mercedes-AMG A 45 S 4MATIC+: “AMG Limited Edition” já pode ser encomendada

Como a Mercedes está a gerir o desempenho ambiental dos seus automóveis

By on 30 Outubro, 2023

Nunca como hoje em dia as marcas se preocuparam tanto com o controlo ambiental dos seus automóveis, e agora fazem-no logo desde a ‘ideia’ até ao final de fabrico. A Mercedes chama-lhe desempenho ambiental a 360° e regista o impacto dos seus carros. O novo Mercedes EQE SUV é um bom exemplo num controlo ambiental a 360° auditado por peritos externos.

O Mercedes EQE SUV é um elemento importante para tornar o portfólio de novos modelos da Mercedes Benz neutros em CO₂ até 2039. Quando um novo modelo é desenvolvido, a Mercedes-Benz concentra também as suas atenções no desempenho ambiental ao longo de todo o ciclo de vida do veículo. Como resultado do desenvolvimento de produtos compatíveis com o ambiente, a Mercedes-Benz tem vindo a publicar, desde 2005, informações ambientais relacionadas com os produtos, todas elas auditadas por peritos independentes e documentadas de forma concisa no Controlo Ambiental a 360°.
A última edição com o EQE 350+ SUV (WLTP: consumo de energia elétrica em ciclo combinado: 21.8-17.6 kWh/100 km; emissões de CO₂ em ciclo combinado: 0 g/km)
A seguir são apresentados alguns detalhes da avaliação do ciclo de vida deste SUV totalmente elétrico:

Mercedes-Benz apresenta dois cenários para demonstrar como a energia renovável é utilizada, assumindo uma quilometragem de 250 000 km. Se for utilizada energia renovável para carregar a bateria de alta tensão e fabricar as células da bateria, as emissões de CO2 podem ser praticamente reduzidas a metade ao longo de todo o ciclo de vida do EQE SUV, com base numa análise realizada pela Mercedes-Benz, na qual foram incluídas várias fontes de energia. A segunda abordagem é baseada na combinação com eletricidade produzida convencionalmente.

Exatamente 132 componentes com um peso combinado de 65,1 kg podem ser produzidos para o EQE 350+ a partir de materiais que permitem poupar recursos naturais, incluindo reciclados de plástico e matérias-primas renováveis. Por exemplo, DINAMICA é um material de microfibras recicladas de alta qualidade, com uma aparência e textura semelhantes aos da camurça, que é utilizado nos revestimentos dos bancos. Os materiais contidos no material DINAMICA têm origem no poliéster reciclado e de produtos de poliuretano aquoso, como tecidos e garrafas PET.

Uma melhoria importante na sustentabilidade da química das células das baterias é uma proporção otimizada de níquel ativo, cobalto e manganês de 8:1:1, que reduz o teor de cobalto para 10 %.

Todas as fábricas de veículos ligeiros e comerciais ligeiros da Mercedes-Benz em todo o mundo são neutras em emissões de CO2 desde 2022.

A Mercedes-Benz está a construir a sua própria fábrica de reciclagem de baterias com base na hidrometalurgia na Alemanha, para melhorar a economia circular dos sistemas de baterias de iões de lítio dos veículos da marca EQ. Espera-se que este projeto-piloto atinja taxas de reciclagem superiores a 96 % e o seu início está previsto para o final de 2023.

Desde 2021, a Mercedes-Benz tem vindo a garantir a compensação de energia através de eletricidade verde quando os clientes carregam em estações de carregamento públicas na Europa, nos EUA e no Canadá através do Mercedes me Charge . Os certificados de eletricidade verde asseguram que uma quantidade de eletricidade produzida a partir de fontes renováveis, equivalente à eletricidade consumida durante os processos de carregamento, é introduzida na rede elétrica.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)