Condução sob o efeito do álcool: taxa de infração cai 15.1%

By on 2 Dezembro, 2023

Há um dado muito importante no relatório de sinistralidade e fiscalização rodoviária relativo aos primeiros sete meses de 2023, que foi divulgado pela ANSR: A taxa de infração, que é o número de infrações por álcool versus o número de testes efetuados diminuiu 15,5% de 2,1% nos primeiros sete meses de 2022 para 1,8% no período homólogo de 2023. Isto significa que as pessoas estão a ser mais cuidadosas quando bebem para lá dos limites legais e isso é uma boa notícia pois o álcool é das principais causas de sinistralidade rodoviária em Portugal.
Entre janeiro e julho de 2023 foram submetidos ao teste de pesquisa de álcool 1,12 milhões de condutores, o que representa um aumento de 29,3% comparativamente a igual período de 2022. A taxa de infração (n.º de infrações por álcool/ n.º de testes efetuados) como já referimos, diminuiu 15,5% de 2,1% nos primeiros sete meses de 2022 para 1,8% no período homólogo de 2023.
A criminalidade rodoviária, medida em número total de detenções, aumentou 12,2% por comparação com 2022, atingindo 21,2 mil condutores. Do total, 55,4% deveu-se à condução sob o efeito do álcool (+12,9%), seguindo-se 35,0% por falta de habilitação legal para conduzir (+17,4%).
Desde a entrada em vigor do sistema de carta por pontos em junho de 2016, o número de condutores que perderam pontos na carta de condução foi de 618,8 mil até final de julho de 2023.
Desde junho de 2016, 2.666 condutores ficaram com o seu título de condução cassado.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)