Condutor chinês processa Tesla após comprar carro usado com danos estruturais

By on 16 Dezembro, 2020

Quanto se trata de comprar um carro usado, grande parte dos clientes prefere recorrer aos concessionários certificados pela marca. Apesar de mais caros, costumam ser compras seguras e com uma inspeção mais apertada antes de ir para a venda. Mas será mesmo assim? De acordo com o Business Insider, um condutor chinês decidiu comprar um Tesla Model S em segunda mão diretamente de um concessionário da Tesla. Contudo, este descobriu que o carro escondia problemas estruturais graças a um acidente. Aparentemente, o pilar C e a secção traseira foram cortadas e depois soldadas novamente, o que levou a um processo por parte do cliente contra a Tesla.

Depois de analisadas as provas, o tribunal indicou que a Tesla tem de pagar ao cliente 175 mil dólares depois de determinado que estes reparos foram realizados após um acidente. Ora, segundo o Business Insider, “a lei chinesa de proteção ao consumidor exige que as empresas paguem o triplo do preço de compra de um produto se este for descoberto como produto fraudulento”. Perante estas acusações, a Tesla nega que o veículo tenha danos estruturais e já disse que pretende recorrer da decisão, apesar de afirmar que o carro esteve, de facto, envolvido num acidente em janeiro de 2019.

Fonte: Business Insider / DriveTribe

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)