Conduzimos o renovado Hyundai i30 Fastback

By on 16 Fevereiro, 2021

Depois de termos estado presentes na apresentação do renovado Hyundai i30, tivemos oportunidade de tirar as primeiras impressões junto dos mesmos. Para tal, recebemos o atualizado i30 Fastback, a variante com a carroçaria mais emotiva da gama e rara neste segmento, principalmente nas marcas generalistas. De facto, para além do Megane Grand Coupé, apenas encontramos algo semelhante nas marcas premium. Relativamente à estética, as principais alterações acontecem na secção dianteira ao receber uma grelha mais marga e com padrão tridimensional, bem como, uma assinatura de luz revista e totalmente em LED de série na versão N Line, a única disponível no Fastback. Para além disso, este nível de equipamento garante argumentos mais desportivos ao modelo sul-coreano.

Passando para o interior, rapidamente se destaca o ecrã de 10,25 polegadas ao centro do tablier, e ainda, o painel de instrumentos que conjuga o analógico (conta rotações, medidores de temperatura e combustível) com um ecrã digital central de 7 polegadas. Os detalhes N Line continuam no interior e a letra “N” encontra-se, por exemplo, no punho da caixa de velocidades ou volante. Os bancos desportivos mostraram-se confortáveis e com um apoio lateral considerável. Ao nível de habitabilidade nada mudou e, por isso, a segunda fila de bancos pode transportar adultos sem grandes problemas no espaço para pernas e ombros apesar de, devido à carroçaria estilo coupé, o espaço para cabeça ser algo reduzido.

1.0 T-GDi de 120 cavalos é a única solução

Na carroçaria Hyundai i30 Fastback, a marca sul-coreana tem apenas uma solução de motorização: 1.0 T-GDi a gasolina de 120 cavalos e o cliente apenas pode escolher se prefere caixa manual ou automática. Neste breve contacto com o Fastback tivemos a solução DCT de sete velocidades. A Hyundai revelou que realizou algumas melhorias ao nível de suspensão e direção e isso beneficiou ainda mais no comportamento dinâmico que, no pré-restyling, já era satisfatório graças a um dos melhores chassis do segmento em que está inserido. Com 120 cavalos e 171 Nm de binário sempre prontos a entrar em ação desde baixa rotação, temos uma entrega de potência suficiente para o dia-a-dia, mas pareceu-nos algo “curto” numa condução mais dinâmica. Para além disso, sentimos falta de patilhas no volante para trocar de caixa sem tirar as mãos do mesmo. Para aqueles que quiserem uma variante com mais “pimenta” do i30, vão ter de esperar mais uns meses pela renovada versão desportiva i30 N.

Renovado i30 arranca nos 22 500€

Em suma, o Hyundai i30 aprimorou o exterior, atualizou ao nível de tecnologia e garante uma solução N Line para quem quer um compacto mais emotivo e com imagem desportiva. Tudo isto já está disponível em Portugal nas três carroçarias com o preço a arrancar nos 22 500€ no Hatchback, 23 500€ na Station Wagon e 25 500€ no Fastback.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)