CUPRA: Quatro anos de crescimento em Portugal, com novidades a chegar
CUPRA Born VZ: “Hot hatch” com 322 CV potência e desempenho dinâmico aprimorado

Cupra pondera entrada no mercado dos EUA com EV ‘maiores’

By on 24 Março, 2023

A marca Cupra da VW pondera uma possível entrada no mercado dos EUA com EV de maior dimensão e para isso começou a testar o mercado, tudo isto com o objetivo de vendas globais anuais de 500.000 carros por ano. Quem o disse foi Wayne Griffiths, CEO da Seat e Cupra.
A potencial mudança faz parte de um impulso para adicionar novos mercados ao Cupra, que em tempos foi uma sub-marca orientada para o desempenho da SEAT, mas que agora tem os seus próprios modelos distintos.
Cupra começou a vender no México e na Austrália, e em breve irá acrescentar a Colômbia e o Chile. A expansão para novos mercados ajudará a Cupra a atingir o seu objectivo a médio prazo de vender 500.000 carros por ano, revelou fonte da marca esta semana num lançamento: “Quanto à nossa ambição de sermos verdadeiramente globais, estamos actualmente a analisar uma possível entrada no mercado norte-americano”, disse Griffiths na quarta-feira na conferência de imprensa anual do Cupra. “Neste momento, estamos a testar a nossa marca com potenciais clientes; pensamos que os americanos iriam adorar o design e o grande desempenho de Cupra”.
Os primeiros resultados desses testes são muito promissores, acrescentou.
Griffiths não disse, no entanto, que modelos Cupra poderia vender no mercado norte-americano. A atual linha de produtos inclui quatro modelos compactos: O hatchback, Leon, o crossover, Formentor, o SUV, Ateca e o Born, um hatchback totalmente elétrico.
No próximo ano, juntar-se-ão o Tavascan, um SUV elétrico compacto, e o Terramar, um crossover de tamanho médio. O Tavascan será revelado no próximo mês em Berlim.
O Tavascan, um SUV elétrico estilo coupé, foi apresentado como um conceito no Salão Automóvel de Frankfurt em 2019. Entrará em produção em 2024.

EUA quer modelos maiores
Griffiths disse em entrevista à Autocar que se Cupra entrar no mercado dos EUA, só o fará com modelos maiores, totalmente elétricos: “É preciso um carro nos EUA que seja adequado para os EUA e elétrico”, disse à Autocar. “Um carro elétrico dos EUA é geralmente maior, por isso será uma próxima geração de carros elétricos que será baseada na plataforma SSP da VW”. Essa plataforma é esperada algum tempo depois de 2025.
Griffiths disse que o timing de uma entrada no mercado dos EUA estaria ligado à mudança da Cupra para uma marca exclusivamente elétrica, o que, segundo ele, acontecerá até 2030. Cupra, como uma nova marca, também precisa de se estabelecer na Europa, acrescentou ele.
“Os investimentos para preparar carros para a América são consideráveis, e penso que precisamos de ser mais fortes, primeiro na Europa, e garantir que fizemos o nosso trabalho de casa”, disse, acrescentando que Cupra procurava uma quota de mercado europeia de 3 a 4 por cento.

A quota de mercado do Cupra no final de Fevereiro era de 1,2 por cento, segundo o grupo industrial ACEA, um aumento de 60 por cento a partir de 2022.
O mercado norte-americano há muito que é cobiçado por marcas europeias desportivas.
O primeiro esforço da marca Alfa Romeo do grupo Stellantis terminou em 1995, mas voltou aos EUA em 2014, primeiro com o nicho do 4C coupé, depois com o Giulia sedan de tamanho médio e o Stelvio SUV.
O compacto SUV Tonale estreou este ano, e o CEO da marca Jean-Philippe Imparato disse em janeiro que um grande veículo elétrico será desenvolvido até 2027, para se expandir aos EUA.
A marca Alpine, da Renault está também a planear uma expansão nos EUA a partir de 2027 ou 2028. O CEO Laurent Rossi disse em janeiro que o mercado dos EUA será crucial para os ambiciosos objetivos de receitas e vendas da marca Alpine.
A marca tem aspirações de vender dois modelos nos EUA, um SUV de tamanho médio elétrico completo e um modelo maior e semelhante, com início em 2027, ou 2028.

O conceito Cupra Urban Rebel atingirá a produção em 2025, como um pequeno e completo hatchback elétrico. Será construído juntamente com o VW ID2 em Espanha.
A linha Cupra irá crescer nos próximos dois anos com três novos modelos.
O Tavascan será revelado no próximo mês e entrará em venda em 2024; será montado na China numa fábrica conjunta da VW em Anhui.
Também no próximo ano, o maior SUV Terramar chegará ao mercado; estará disponível tanto na versão de motor de combustão como na versão híbrida plug-in.
Será construído na fábrica do Grupo VW em Gyor, Hungria, juntamente com o Audi Q3 Sportback em que está baseado.
Griffiths disse ontem que o Terramar poderia ser visto como um possível substituto para o atual SUV compacto Ateca, embora seja mais comprido do que o Ateca.
O novo modelo mais importante será em 2025 um pequeno hatchback elétrico, que foi previsto pelo conceito Urban Rebel.
O hatchback será baseado na mesma plataforma de entrada VW Group MEB Entry que sustentará o próximo VW ID2. Ambos os modelos serão montados na fábrica de Seat Martorell, perto de Barcelona, após um investimento de 3 mil milhões de euros.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)