Elon Musk processado por fraude

By on 28 Setembro, 2018

Não é novidade, mas Elon Musk, o patrão da Tesla, volta a estar às voltas com um processo, desta feita colocado num tribunal de Nova York pela “Securities and Exchange Commission” (SEC), agência federal que funciona como a CMVM portuguesa, ou seja, comissão de valores mobiliários.

Segundo a acusação, Elon Msuk “indicou, falsamente, que se assim o quisesse poderia tornar a Tesla uma empresa privada não cotada em bolsa, a um preço que seria bem superior aos valores atuais de transação das ações da Tesla.” O processo continua dizendo que Musk afirmou que “os fundos para esta operação estavam seguros e que a única contingência era a votação dos acionistas.”

Ora a SEC alega que Elon Musk nem sequer discutiu, muito menos confirmou, detalhes fundamenais do negócio com algum potencial financiador. O processo refere que o Twitter feito pelo patrão da Tesla onde indicava que poderia tornar a marca provada a um preço de 420 dólares por ação e assegurava que os fundos para a operação estavam assegurados, foi uma falsidade e um embuste. A SEC vai mais longe ao dizer que depois dessa publicação, Musk deu mais informações falsas e enganadoras como “a minha esperança é que ‘todos’ os atuais investidores permaneçam com a Tesla quando sairmos de bolsa. Vou criar um fundo de propósito para peemitir que todos fiquem com a Tesla”, ou “os acionistas podem vender a 420 dólares ou ficar com as ações e sairmos da bolsa” e ainda “o apoio dos investidores está confirmado. A única razão porque isso não é certo e isso é uma contingência, é o voto dos acionistas.”

O Estado norte americano refere que Musk “deveria saber e foi desleixado se não sabia” que cada uma destas comunicações eram falsas poi ele “nunca discutiu com ninguém comprar ações a 420 dólares para que a companhia saísse da bolsa, nem fez nada para assegurar fundos para isso, nem se tendo dado ao trabalho de saber se todos os acionistas desejavam a saída da bolsa.

Segundo a SEC, estas afirmações de Elon Musk, foram levianas e causaram confusão e disrupção no mercado bolsista e alarmaram os investidores.

Na ação que entrou no Tribuna de Nova York, a SEC pede que Elon Musk seja impedido de ser presidente de qualquer empresa seja publica ou privada. Se a ação foi bem sucedida, Elon Musk terá de abandonar a presidência da tesla, Space X e da The Boring Company. Terá Elon Musk ido longe demais, desta vez?

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)