Escassez de semicondutores já atrasou produção de meio milhão de veículos

By on 17 Junho, 2021

Tal como temos dado conta qui no Automais, a escassez de chips, ou semicondutores, tem vindo a afetar a indústria automóvel e, grande parte dos fabricantes, já teve de reduzir a força de produção devido à falta deste componente. Agora, em declarações ao El Pais, Thorsten Muschal, presidente da Associação Europeia de Fornecedores Automóveis (CLEPA), revelou que a crise de semicondutores já atrasou a produção de 500 mil veículos a nível mundial, porém, as perspetivas de futuro são positivas.

“Acreditamos que o pior já passou e não é provável que a situação piore ainda mais”, referiu Muschal. Contudo, aproveitou para referir que esta escassez deve manter-se, pelo menos, até ao próximo ano. Numa altura em que as empresas de tecnologia apressam-se a criar soluções para aumentar a produção de semicondutores, a Bosch anunciou, no início do presente mês, que iria abrir uma nova fábrica na Alemanha dedicada ao efeito. Por fim, os “chips” não são de uso exclusivo em veículos, bem pelo contrário. Este componente é também utilizado em consolas, computadores, televisões, entre outros, mercados esses que também estão a sofrer as consequências de falta do produto.

Fonte: El Pais

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)