Estudo norte americano diz que carros pequenos oferecem menos proteção e matam mais em acidentes

By on 2 Junho, 2020

O “Insurance Institute for Highway Safety” norte americano, realizou um estudo que diz serem os carros pequenos os mais perigosos na estrada.

Segundo aquela organização, 15 dos 20 modelos com as mais elevadas taxas de mortalidade em acidentes de viação pertencem aos segmentos inferiores. Essa taxa é de 82 mortes por milhão de veículos registados. No lado oposto estão os SUV de maiores dimensões que são os mais seguros com uma taxa de 15 mortes por milhão de veículos registados.

Claro está que olhando para um estudo vindo dos Estados Unidos, um carro pequeno não é um citadino como conhecemos na Europa. Nos EUA, o VW Golf é considerado um carro pequeno. A média da taxa de mortalidade dos modelos analisados é de 36 pessoas por milhão de carros registados, o que mostra uma tendência de aumento nos últimos anos.  

O que é explicado pelo aumento do número de veículos em circulação e pelo aumento do tráfego potenciados pelo crescimento económico experimentado nos EUA. Ou seja, apesar da melhoria dos veículos em termos de segurança passiva e ativa, a verdade é que as mortes têm vindo a aumentar, com particular incidência nos modelos mais pequenos.

Enfim, este estudo diz que os SUV, crossover e as famosas “Trucks” são os modelos mais seguros. Vale o que vale, até porque nenhum estudo é perfeito, mas aqui fica a conclusão desta análise feita nos EUA.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)