Estudo prevê elétricos com custos de produção semelhantes à combustão em 2024

By on 23 Outubro, 2020

Apesar da crescente procura por veículos eletrificados, estes continuam a ter um custo de produção superior aos veículos a combustão e, por consequência, têm preço de venda ao público superior. Porém, segundo o novo estudo da UBS, apresentado no Guardian, este dado pode mudar mais cedo do que o esperado. Com base em análises minuciosas de baterias dos sete maiores fabricantes do mercado, o estudo afirma que o custo de produção de carros com baterias vai diminuir nos próximos anos. De facto, afirma que em 2022 o custo extra de face aos motores convencionais vai reduzir para 1900€ e, em 2024, essa diferença vai ser praticamente inexistente.

Analisando estes números, o preço de venda ao público também deve reduzir e, nos próximos quatro anos, vamos assistir a uma aproximação dos veículos eletrificados aos de combustão. O estudo vê isto como um marco importante para a transição energética. A título de curiosidade Portugal é dos países que melhor está a aceitar a mudança de paradigma ao encontrar-se no quinto lugar do ranking europeu de carros elétricos vendidos.

Fonte: Guardian

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)