Estudo revela cores dos veículos que sofrem mais acidentes

By on 29 Outubro, 2023

A cor dos carros pode ter um impacto significativo na probabilidade de um acidente de viação. Estudos têm demonstrado que carros de cores mais claras são mais propensos a serem vistos por outros motoristas e pedestres, o que pode levar a menos colisões.

Embora a maioria das pessoas acredite que ter um acidente de viação é uma questão de azar, a mais recente investigação da carVertical, empresa de dados do setor automóvel, prova que pode não ser bem assim. Aparentemente, algumas cores de veículos são mais suscetíveis a sofrer acidentes de viação do que outras. Uma vez que existe uma correlação entre a cor do automóvel e os hábitos de condução, o estudo revela as cores mais seguras.

Veículos castanhos e amarelos têm mais acidentes
A escolha da cor do veículo é influenciada pelo gosto pessoal, pela disponibilidade, pelo preço e pelas tendências do mercado. No entanto, a maioria dos condutores prefere cores neutras como o cinzento, que desvalorizam menos do que as cores vivas.
De todos os veículos em circulação, os castanhos (51%) são os mais danificados. O único ponto positivo é que não há muitos…
Já os condutores que escolhem carros amarelos gostam de atrair as atenções. Como estão cheios de energia, podem pisar demasiado o pedal do acelerador – aliás, 50,6% de todos os veículos amarelos verificados pela carVertical tinham registos de danos. O vermelho vem logo atrás – 49,8%.
O amarelo e o vermelho são frequentemente utilizados em carros desportivos, o que sugere que os seus proprietários gostam mais da velocidade e do risco: “Não há correlação direta entre a cor do automóvel e o seu histórico de acidentes ou a potência média do motor mas podemos assumir que estas cores com as taxas de acidentes mais elevadas são frequentemente escolhidas por condutores que se querem destacar da multidão. Talvez arrisquem um pouco mais nas suas deslocações diárias”, explica Matas Buzelis, especialista automóvel da carVertical.

Como é que as cores vivas aumentam a segurança automóvel?
Os condutores com veículos de cores vivas são muitas vezes vistos como extravagantes. No entanto, as cores vivas também são consideradas mais seguras, porque esses veículos são mais visíveis em condições climatéricas adversas ou de fraca luminosidade.
Os veículos brancos destacam-se do seu ambiente, facilitando a sua deteção por peões e outros condutores. A história é completamente diferente no caso de veículos cinzentos ou pretos, que podem ser difíceis de ver num dia de chuva.
Os automóveis de cores mais claras também são mais fáceis de detetar à noite, o que aumenta a segurança dos seus proprietários. Embora o laranja não seja a cor mais comum no mercado de veículos usados, os especialistas do setor automóvel consideram-na uma boa escolha para quem quer ser visto na estrada.
Segundo a pesquisa da carVertical, o cinzento (44,7%) e o branco (44,5%) são as cores mais seguras, o que significa que acabam por ter menos acidentes. Embora as estatísticas de viação dependam de muitos fatores – como a condição da estrada e a intensidade do tráfego –, a escolha de algumas cores pode promover a segurança dos condutores.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)