Ferrari J50 para 10 japoneses

By on 13 Dezembro, 2016

A Ferrari está a comemorar o 50.º aniversário de presença no mercado japonês com uma série especial, o Ferrari J50. A divisão de projetos especiais da marca italiana vai produzir apenas 10 exemplares desta edição comemorativa, cada um deles construído de acordo com as especificações de cada cliente. O carro foi apresentado em Tóquio.

O Ferrari J50 é baseado no chassis e mecânica do 488 Spider, pelo que utiliza o mesmo motor 3.9 V8, com injeção direta, dois turbocompressores, mas com a potência aumentada de 670 para 690 cv de potência. Isto significa que deve ser ligeiramente melhor em termos de performances que os três segundos que o 488 Spider demora a atingir os 100 km/h. Do mesmo modo, a transmissão também é a caixa denominada ‘F1’, de dupla embraiagem e com sete relações.

Já a carroçaria é completamente nova, com uma altura ainda mais reduzida que a do Spider (no topo do cockpit, na secção dianteira e no capô-motor), retirando inspiração não só a modelos de topo como o F40, F50 e GTO, mas também nos antigos modelos ‘barchetta’ de competição com que a Ferrari conquistava triunfos nas provas de estrada e de resistência.

Em termos aerodinâmicos, o J50 tem novos defletores de ar no capô dianteiro, enquanto os radiadores são reposicionados, o para-choques dianteiro é completamente redesenhado e o para-brisas permite melhorar o fluxo aerodinâmico da zona frontal para a traseira, ficando completo com um extrator traseiro inspirado no afterburn dos aviões de combate.

De resto, o J50 acrescenta novos faróis LED, jantes de 20 polegadas com design específico, uma cobertura transparente do motor (em policarbonato), um tejadilho móvel tipo ‘targa’ (em duas peças) e revestimentos dos bancos e do interior em couro com desenho específico.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)