Ferrari vê fim dos carros a combustão como oportunidade para criar “produtos ainda mais distintos”

By on 3 Agosto, 2021

Apesar de ainda estar longe da eletrificação total, a direção da Ferrari não tem receio do fim dos carros a combustão.

Numa altura em que esperamos pela resposta dos membros da União Europeia relativamente à proposta da comissão europeia sobre o fim dos carros a combustão de 2035, John Elkann, chefe da Ferrari, falou sobre este assunto. Em declarações à Reuters, Elkann afirmou que não tem receio do fim dos motores a combustão, bem pelo contrário. Vê isto como uma “oportunidade ditada pela eletrificação, eletrónica, e outras tecnologias para a criação de produtos ainda mais distintos e exclusivos”.

Apesar do portfólio da marca italiana não receber nenhum modelo 100% elétrico antes de 2025, a direção está motivada relativamente às perspetivas de uma era 100% elétrica. Até lá, a eletrificação vai chegar à Ferrari de forma progressiva. De facto, neste momento a tecnologia híbrida plug-in já faz parte da gama nos modelos SF90 e o recém-apresentado 296 GTB. Para os fãs da marca vai ser triste ver motores atmosféricos a sair de cena, mas a Ferrari promete continuar a oferecer veículos emotivos na era elétrica.

Fonte: Reuters

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)