Fomos conhecer o novo Lexus UX300e numa apresentação diferente do habitual

By on 17 Outubro, 2020

Numa altura em que a Lexus se encontra confortável quanto ao cumprimento de normas anti-poluição, visto que praticamente toda a gama é composta por híbridos, decidiram que era o timing certo para atacar o mercado de elétricos. Para tal começaram com o modelo UX e a explicação é muito simples. Em primeiro lugar, é um crossover urbano e as infraestruturas de carregamento estão em crescimento nas áreas metropolitanas. Depois, o UX é o modelo de entrada na marca premium nipónica, mas também é o mais recente da gama e, por isso, beneficia de uma dinâmica superior graças à nova plataforma de arquitetura global.

Em termos técnicos, o Lexus UX300e está equipado com um propulsor elétrico com 204 cavalos e 300 Nm de binário, potência mais do que suficiente para uma utilização diária. Este motor é alimentado por uma bateria de iões de lítio de 54,3 kWh que garante ao condutor 315 km de autonomia em circuito misto (ciclo WLTP), valor esse que, segundo a Lexus, pode ultrapassar os 400 km em utilização urbana. Esta encontra-se instalada no fundo do veículo e ajuda a aproximar o centro de gravidade ao solo (desceu 67 mm, quando comparado com o “irmão” híbrido). Quando chega a altura de carregar, o UX300e tem duas entradas distintas, uma de cada lado nas laterais traseiras. Assim, o carregamento AC (230V) permite utilizar uma Wallbox (8,15 horas de carregamento) e tomada normal (23 horas). Do outro lado encontramos uma entrada que suporta carregamento rápido até 50 kWh e que leva o nível de carga dos 0 aos 80% em 50 minutos.

No habitáculo é um UX “normal”, porém, a inclusão de baterias torna o piso junto do banco traseiro mais elevado face ao híbrido e, por isso, deixa as coxas dos passageiros ligeiramente desapoiadas. Por outro lado, a bagageira ganha 47 litros face ao 250h para um total de 367 litros.

Circuito para pôr à prova o novo elétrico

A Lexus decidiu apresentar o novo 100% elétrico na Base Aérea nº6 no Montijo, onde preparou um circuito para testarmos as capacidades do SUV. Assim, todos em caravana atrás, curiosamente, de um 250h, começámos pelo arranque dos 0 aos 100 km/h. Mesmo no modo Sport o SUV não perde praticamente nenhuma tração no arranque e garante um impulso interessante. Neste ponto os 204 cv permitem acelerar dos 0 aos 100 km/h em 7,5 segundos.

De seguida passámos por dois percursos para testar a versatilidade e capacidades de reação do UX300e. Apesar de ter mais 280 kg de peso face ao híbrido, o centro de gravidade mais baixo atenua o adornar de carroçaria num slalom mais agressivo. Contudo, é necessário um ensaio mais extenso para ter todas as certezas da dinâmica em condução mais apressada.

De referir que entre percursos pudemos testar a travagem regenerativa de quatro níveis de intensidade, controlada pelas patilhas no volante. Um dos pontos positivos deste sistema é a travagem mais suave face aos restantes elétricos do mercado e, assim, não perdemos demasiado ímpeto ao tirar o pé do acelerador. Neste ponto a Lexus beneficiou dos conhecimentos pré-adquiridos com os híbridos.

Por fim, o último percurso mostra que um SUV também pode “sujar as rodas”. Num caminho suave de terra batida foi percetível o reforço de insonorização feito pela Lexus neste elétrico, mas também a qualidade de construção, tudo isto com o “sossego” de um motor elétrico.

Uma boa aposta?

Por fim, a Lexus vê este elétrico como uma oportunidade para alargar o leque de clientes, mas também uma nova solução para os clientes fiéis à marca que querem dar o próximo passo na eletrificação. Neste primeiro contacto pareceu ser uma aposta competente e em linha com o que a Lexus nos tem habituado. Do ponto de vista comercial foi-nos dito que a expetativa de mix de vendas pode rondar os 45% (300e) e 55% (250h), sendo um veículo que pretende “seduzir” as empresas graças às regalias fiscais. Quanto à gama, o Lexus UX300e vai ser vendido em três níveis de equipamento diferentes (Executive+, Premium, Luxury), e o preço começa nos 52 500€. De referir que já abriram as encomendas e as primeiras unidades estão previstas para o primeiro trimestre de 2021. Por fim, a Lexus oferece 7 anos de garantia geral, mas também 10 anos ou 1 milhão de quilómetros de garantia da bateria.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)