Ford compra crédito de emissões à Volvo e escapa à multa

By on 30 Outubro, 2020

Se bem se lembra a União Europeia ditou que em janeiro de 2021 todos os construtores de automóveis são obrigados a ter uma média abaixo de 95 g/km de emissões CO2. Ora, perante isto, surgiu também uma oportunidade de negócio denominado “pooling” que é, na essência, uma espécie de venda de “créditos” de emissões a marcas que não consigam cumprir os requisitos mínimos impostos pela UE. Perante isto, a Volvo anunciou em comunicado que assinou um acordo com a Ford de disponibilização de emissões de CO2 excedentes.

A Ford refere que teve de recorrer a esta solução porque teve alguns problemas com as entregas do Kuga híbrido plug-in e, por isso, ia falhar a meta imposta pela UE. Para já os termos do acordo não foram descritos, contudo, isto só é possível visto que a Volvo tem uma média suficiente para si própria e valor “excedentário” para vender a outra marca. O montante conseguido com este acordo será, de acordo com a Volvo, reinvestido em novos projetos de tecnologias verdes. “Para o volvo Car Group, o future é elétrico e estamos a transformar a nossa empresa através de ações concretas. É com muita satisfação que afirmamos que ficaremos abaixo do nível de redução de emissões de CO2 estabelecido. Isto prova que a nossa estratégia é a mais correta não só para o negócio como também para o planeta.” – Håkan Samuelsson, CEO da Volvo Car Group. Este não é o primeiro negócio do género visto que, por exemplo, a FCA recorreu à Tesla com uma solução idêntica.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)