Ford confirma o fim do C-Max e Grand C-Max e corta turno de produção na Alemanha

By on 1 Abril, 2019

O AUTOMAIS já lhe tinha confidenciado, agora é oficial: a Ford vai acabar com a produção do C-Max na fábrica de Saarlouis, na Alemanha, já no mês de junho.

Apesar de eliminar mais este modelo da sua gama – acredita-se que o S-Max também vai ser descontinuado – a Ford não vai fechar a fábrica de Saarlouis e vai, até, receber mais investimento. Porém, o turno da noite vai acabar com o fim do C-Max. 

O investimento na fábrica alemã está ligado ao facto do Focus ter sido bem recebido e estar a conhecer ampla procura, especialmente as versões carrinha, Active e ST, as variantes que libertam mais margem para a marca da oval azul.

O desaparecimento de um turno de produção em Saarlouis, o fim da produção do C-Max e de outros produtos que não libertem margem de lucro, o despedimento de 5 mil colaboradores na Alemanha e uma reavaliação de todos os investimentos da divisão europeia, fazem parte de um enorme plano (mais um) de reestruturação da Ford Europe para inverter a tendência de prejuízos experimentada nos últimos anos.

Recordamos que a Ford emprega 53 mil pessoas na Europa, mais de 24 mil na Alemanha, 18 mil só em Colónia, a sede da marca no Velho Continente, e onde é produzido o Fiesta. Há mais 6 mil pessoas na unidade de Saarlouis e 200 colaboradores no cento de engenharia de Aachen.

O Ford C-Max e o Grand C-Max, perderam 21% de vendas o ano passado, comercializando apenas 53 080 unidade no mercado europeu, um valor que mostra como os monovolumes estão mesmo a caminho da extinção.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)