Vídeo: Ford estreia camuflagem que dificulta fotografias-espia

By on 11 Outubro, 2016

A Ford vai passar a revestir os seus futuros carros numa camuflagem “Brick” que cria uma ilusão de óptica que torna difícil descortinar o protótipo que está escondido sob ela. Inspirado pelas populares ilusões disponíveis online, cilindros caóticos tornam muito difícil aos espiões industriais discernir sobre detalhes do design de veículos observados nas estradas ou pelas fotos-espia disponibilizadas em sites de fãs. Os designers ao serviço da marca revêm constantemente novas técnicas de camuflagem que permitam aos engenheiros testarem os novos carros nas estradas públicas sem expor os segredos do design.

Se já viu alguma vez um carro coberto de remoinhos bizarros, padrões alucinantes, ou rabiscos loucos, então é provável que já tenha visto um novo protótipo ‘top secret’ revestido com uma camuflagem autocolante especial.

Projectado para enganar os espiões da indústria que esperam ter um vislumbre dos novos carros em testes nas estradas públicas, esses designs criam uma ilusão de óptica, que torna extremamente difícil para os olhos se concentrarem nas formas do veículo.

A última camuflagem 3D “Brick” da Ford, em parte inspirada pelas populares ilusões disponíveis online, usa milhares de cilindros pretos, cinzentos e brancos, aparentemente colocados aleatoriamente num padrão cruzado caótico, tornando especialmente difícil discernir novas características exteriores sob a luz do sol, seja visto pessoalmente ou nos milhões de fotografias que são colocadas na internet.

“Hoje em dia, quase todas as pessoas têm um smartphone e pode partilhar fotos instantaneamente, o que torna fácil a qualquer pessoa, incluindo os nossos concorrentes, ver os veículos futuros em testes,” explica Lars Muehlbauer, responsável de Camuflagem da Ford Europa. “Os designers criam belos veículos com detalhes inovadores. O nosso trabalho consiste em guardar esses detalhes bem escondidos.”

Os novos veículos são testados nas estradas públicas como parte de um rigoroso processo de desenvolvimento. Cada nova camuflagem leva cerca de dois meses a desenvolver e é depois impressa em autocolante de vinil superleve, mais fino que o cabelo humano e que é aplicado em exclusivo em cada veículo. O desenho da camuflagem é primeiramente testado nos centros de testes da Ford para assegurar que o trabalho de camuflagem faz a sua função.

“Procurei criar um design que fosse caótico e perturbasse os olhos,” explicou Marco Porceddu, engenheiro de veículos protótipo, Desenvolvimento de Produto da Ford Europa, o qual desenvolveu a nova camuflagem. “Pesquisei sobre ilusões de óptica na internet e surgiu-me uma forma que pode ser copiada e sobreposta milhares de vezes. Isto cria simultaneamente uma ilusão óptica e um efeito 3D.”

Concebido para resistir a temperaturas extremas, a camuflagem da Ford confunde-se com os ambientes de inverno na Europa, ao passo que na Austrália e América do Sul são usadas cores de areia.

“Esta camuflagem adapta-se a praticamente todos os ambientes, mas é concebida para destruir a integridade da forma do veículo, das superfícies e da cor, retardando a capacidade do cérebro em reconhecê-las ou identificar à primeira vista as suas características principais,” detalha Martin Stevens, Professor Associado da Universidade de Exeter, o qual estudou a coloração e camuflagem de animais durante cerca de 15 anos. “A ilusão de óptica não impede o carro de ser visto, mas joga com a capacidade de medir a profundidade de campo e as sombras, tornando difícil ver as formas e as características do veículo. É uma astúcia usada na natureza para escapar a qualquer coisa ou para se esconder, o que é igualmente útil para um carro de teste.”

Vídeo:

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)