Ford testa pulseiras que avisam quando a distância social não é cumprida

By on 16 Abril, 2020

Nos dois lados do oceano a urgência é reabrir portas, pois o confinamento e o fecho da economia está a deixar cicatrizes mais profundas na economia do que o esperado.

Mas para isso há a necessidade de cumprir regras de segurança para evitar novo surto de Covid-19. Todos os construtores já têm um plano para reabrir as fábricas com várias medidas: uso de máscaras, viseiras e óculos, luvas e fatos de proteção e, agora, a Ford surgiu com uma ideia diferente.

O que a Ford pretende é colocar em todos os trabalhadores fabris uma pulseira que vibra ou faz um som quando as pessoas ficam a menos de 2 metros uma da outra. A casa da oval azul já está a testar o sistema nos EUA com um grupo de trabalhadores na sua fábrica de Plymouth, no Michigan. Desta forma, mesmo que inadvertidamente, sempre que o distanciamento social for quebrado, as pessoas são avisadas.

Desconhecendo quando é que vai voltar a abrir as fábricas nos EUA, mas tem estado a aproveitar o facto de estar a produzir ventiladores, mascaras e batas a partir de materiais para airbags, para ensaiar os novos procedimentos de segurança e estar pronta para recomeçar a produção imediatamente.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)