FORD testa tecnologia de georreferenciação para ajuste automático de velocidade

By on 25 Maio, 2022

Tendo a segurança como principal objetivo, a Ford está a estudar um novo sistema que permite a redução automática de velocidade em áreas perto de escolas ou hospitais.

Muitas vezes, zonas como escolas ou hospitais, entre outras, têm um limite de velocidade mais reduzido com o objetivo de aumentar a segurança e diminuir o número de eventuais acidentes por distração ou mesmo excesso de informação. É que, muitas vezes, nestas zonas, os sinais de trânsito são mais que muitos, chegando ao ponto de não serem simples de interpretar, principalmente por condutores que podem não conhecer a área em questão.

Para dar uma ajuda em situações como esta, a Ford está a estudar uma forma de reduzir automaticamente a velocidade de cada veículo ao entrar numa destas zonas, sendo identificado através de georreferenciação e não pela leitura de sinais que, em alguns casos, até podem nem estar presentes por algum motivo.

Ao entrar em determinada zona, o condutor vai verificar o limite de velocidade nessa mesma área através de uma informação que surgirá no painel de instrumentos. E logo de seguida, o próprio carro vai reduzir a velocidade para ficar dentro dos limites. Caso seja necessário, o condutor pode anular esta função ou mesmo desativar este controlo do limite de velocidade. No entanto, esta é apenas mais uma forma de melhorar a segurança de peões e condutores no meio da confusão que pode ser uma zona mais movimentada em determinadas horas do dia.

A tecnologia de veículos conectados tem o potencial comprovado de ajudar a tornar a condução no dia a dia mais fácil e segura, em benefício de todos, não apenas da pessoa que está ao volante”, afirmou Michael Huynh, Gestor, City Engagement Germany, Ford Europa. “A georreferenciação pode assegurar que as velocidades são reduzidas onde e quando necessário, ajudando a melhorar a segurança e a criar um ambiente mais agradável“.

Os testes relacionados com esta tecnologia vão durar até março do próximo ano, e fazem parte de um conjunto de ensaio com modelo Ford E-Transit de pré-produção, estando mais focados em cenários de mundo real, incluindo serviços postais, municipais e de utilidade pública, bem como nos serviços de entregas last mile e de artigos de mercearia em França, Alemanha, Itália, Países Baixos, Noruega e Reino Unido.

Esta é uma tecnologia quase idêntica à que a Ford já está a utilizar de forma a garantir uma melhor qualidade de ar nas cidades, fazendo com que os modelos equipados com sistemas híbridos plug-in possam circular em modo puramente elétrico consoante as zonas em que se encontram.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)