Grupo Renault mostra-nos como funciona o primeiro Metaverso industrial

By on 17 Novembro, 2022

A transição para um mundo de produção digitalizada passou, no caso do Grupo Renault, pela criação do primeiro Metaverso industrial, que tornará toda a produção mais eficiente.

O Group Renault está a acelerar a digitalização com o primeiro Metaverso industrial, que se baseia em quatro dimensões: recolha de dados em massa, gémeos digitais de processos, ligação do ecossistema da Cadeia de Abastecimento e um conjunto de tecnologias avançadas.

Até ao ano 2025, o Metaverso tem previsto poupanças em torno dos 320 milhões de euros, mais 260 milhões de euros em poupanças de inventário, uma redução de 60% no tempo de entrega dos automóveis, uma redução de 50% na pegada de carbono do fabrico de automóveis e um importante contributo para a redução de 60% nos custos de garantias visados pelo Grupo.

Atualmente, 100% das linhas de produção estão ligadas (8.500 equipamentos), 90% dos fluxos de abastecimento são constantemente monitorizados e 100% dos dados da cadeia de abastecimento estão alojados no Metaverso do Grupo Renault, uma verdadeira réplica do mundo físico controlado em tempo real.

Envolvido na Indústria 4.0 desde 2016, a tecnologia digital já levou a uma poupança de 780 milhões de euros. Até 2025, permitirá poupar 320 milhões de euros em várias áreas, às quais se acrescentarão 260 milhões de euros de poupança nos inventários, uma redução de 60% no tempo de entrega dos automóveis e uma redução de 50% na sua pegada de carbono no fabrico de automóveis, bem como uma redução significativa nos ciclos de inovação e uma contribuição para a redução de 60% nos custos de garantia visados pelo Grupo.

“Todos os dias, são recolhidos mil milhões de dados dentro das instalações industriais do Group Renault. O Metaverso proporciona uma supervisão, em tempo real, que aumenta a agilidade e adaptabilidade das operações industriais, assim como a qualidade da produção e da cadeia de abastecimento. O Group Renault está a tornar-se um pioneiro no sector”. José Vicente de los Mozos, Vice-Presidente Executivo Industrial do Grupo e Diretor Geral de Portugal e Espanha

Mas afinal, em que consistem as quatro dimensões deste Metaverso Industrial?

  • Tudo começa com os dados. Para recolher dados de todas as suas instalações industriais, o Group Renault desenvolveu uma solução única de recolha e normalização de dados. Uma plataforma de recolha de dados em massa para alimentar o Metaverso industrial e, assim, fornecer as alavancas para o desempenho do processo de produção, em tempo real. Esta solução é agora comercializada em parceria com a ATOS e outros agentes industriais, sob a designação de projeto [email protected]
  • O Group Renault modelou os seus recursos físicos em gémeos digitais. Cada fábrica tem a sua réplica no mundo virtual. Tal como as fábricas, a Cadeia de Abastecimento tem o seu próprio universo digitalizado. É uma parte integrante do Metaverso industrial e é também controlada em tempo real por uma torre de controlo.
  • Integração num ecossistema alargado. A utilização de gémeos digitais é enriquecida com dados de fornecedores, previsões de vendas, informação de qualidade, mas também informação exógena como o tempo ou o tráfego rodoviário, etc., bem como Inteligência Artificial, permitindo o desenvolvimento de cenários preditivos.
  • A aceleração desta transformação digital é possibilitada pela convergência de tecnologias avançadas (Nuvem, tempo real, 3D, Big Data…). O Group Renault desenvolveu uma plataforma única para a convergência das tecnologias necessárias ao funcionamento dos gémeos digitais e dos seus ecossistemas, de uma forma resiliente.

Confuso? Bem, nós também. Este novo universo digital é bastante complexo e as possibilidades são quase infinitas. Vai dar origem a muito mais soluções no futuro, mas esta, da Renault, poderá mesmo ser uma ajuda considerável em diversos processos relacionados com a produção de automóveis. Para dar uma vista de olhos e perceber como tudo funciona, a Renault também apresentou um vídeo sobre este novo Metaverso.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)