Honda reclama que o Jazz eHEV é o veículo mais confortável do seu segmento

By on 29 Maio, 2020

Oferecendo uma nova estrutura nos bancos para maior conforto, melhor suporte lombar e aumento do suporte para nos passageiros do banco traseiro, são algumas das novidades do Jazz eHEV.

A Honda diz que o ponto central para alcançar este conforto, na sua opinião, líder é a nova estrutura estabilizadora dos bancos. A introdução de uma base do banco mais larga permitiu aumentar a profundidade da almofada do mesmo em 30mm. Esta nova estrutura, combinada com o aumento do estofamento, permite que a almofada se molde, mas fundamentalmente que não chegue ao fundo. 

A estrutura melhorada na parte de trás do banco aumenta o suporte lombar para criar um efeito de estabilização corporal. Isto ajuda a prevenir a fadiga dos passageiros, principalmente na área da anca e da cintura, em viagens mais longas. Para além disso, a nova estrutura facilita a preservação de uma postura de condução confortável e estável, mesmo em curva e em superfícies irregulares.

Os novos bancos são afunilados em direção ao topo da parte superior, com o intuito de fornecer o volume necessário para apoiar na totalidade as costas. Oferece-se assim um maior espaçamento entre os brancos dianteiros, facilitando a comunicação entre os passageiros da primeira e segunda fila do veículo. 

Os passageiros da segunda fila de bancos não foram esquecidos. Ao mover as dobradiças do banco para a parte exterior da estrutura, a Honda oferece mais conforto. 

Mas para que o conforto seja maximizado, a ergonomia teve de ser pensada com rigor. Estas alterações ergonómicas incluem o posicionamento mais fundo do pedal do travão, reduzindo a necessidade de ajustar a posição do banco para uma operação confortável do pedal. O ângulo do pedal do travão também mudou, permitindo um aumento no ângulo do pé de cinco graus para uma operação mais natural. 

A Honda reclama que é agora mais fácil encontrar a melhor posição de condução, devido ao aumento do alcance do ajuste do volante, fazendo com que este fique até 14mm mais próximo do condutor. O ângulo do volante está também agora dois graus mais vertical do que o modelo anterior. 

Quem segue no banco traseiro tem 989 mm de espaço para arrumar as pernas, o que é um excelente valor. Com o depósito de combustível no centro do chassis, por baixo dos bancos dianteiros – uma característica única no segmento – o Jazz continua a oferecer os famosos bancos mágicos

“A Honda está empenhada em fornecer espaços confortáveis e proporcionar o maior prazer de condução para os seus clientes,” afirmou Takeki Tanaka, responsável da Honda. “Enquanto considerávamos todos os elementos do Novo Honda Jazz, desde os materiais dos bancos e o seu posicionamento, até à estrutura do veículo, também estudámos pessoas e os seus corpos de forma a garantir que proporcionamos um excelente nível de conforto. Como consequência, o Novo Honda Jazz mantém a sua reputação de ser espaçoso e prático, no entanto agora ainda mais aprimorado para uso diário.”

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)