Honda vai abandonar motores a combustão em 2040

By on 26 Abril, 2021

Em linha com o resto da indústria automóvel, também a Honda começa a traçar prazos para o fim dos motores a combustão. De acordo com o dito por Toshihiro Mibe, presidente da Honda, a marca nipónica vai deixar de vender carros com motor a combustão a partir de 2040 e, 10 anos mais tarde, pretendem ser uma empresa neutra em carbono em todos os produtos e atividades.

Para chegar a estes fins, Mibe ditou ainda outros objetivos intercalares. O primeiro passa por conseguir que, em 2030, 40% das vendas sejam de veículos elétricos ou a pilha de combustível. Cinco anos mais tarde a Honda quer que a percentagem suba para 80%. Para já ainda não há informações sobre os modelos que podemos esperar no futuro, mas a parceria com a General Motors é vista como crucial para atingir os objetivos traçados, principalmente no mercado norte-americano. Por fim, esta estratégia de eletrificação vai contar com um investimento, nos próximos seis anos, de cerca de 38 mil milhões de euros em desenvolvimento e pesquisa.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)