Jaguar Land Rover teve um prejuízo impressionante de 3.9 mil milhões de euros no último trimestre de 2018

By on 13 Fevereiro, 2019

Este número tão grande de prejuízo, antes de impostos, plasmado no livro de contas do grupo Jaguar Land Rover (JLR), surge depois de tomada a decisão de depreciar o valor das suas fábricas e dos seus veículos num valor total de 3,6 mil milhões de euros 3,1 mil milhões de libras). Sem esse reajuste, a Jaguar Land Rover teria registado um prejuízo, antes de impostos, de 3,5 milhões de euros durante o último trimestre de 2018.

Esta situação decorre do facto das vendas terem voltado a recuar entre outubro e dezembro de 2018, com 144 602 unidades comercializadas, menos 6,4% que em 2017 (154 447).

Para Ralf Speth, CEO do grupo JLR, “este é um tempo difícil para a indústria, mas vamos permanecer focados em assegurar a sustentabilidade e o aumento do lucro, ajuizando melhor os investimentos, apostando naqueles que vão assegurar a continuidade do negócio no futuro.”

Para isso terão de apostar mais nos modelos elétricos e deixar a dependência dos motores diesel, pois se na Europa e nos EUA a performance é muito interessante e positiva, na China a quebra nas vendas foi de 47%. E olhando para a gama da Jaguar Land Rover, apenas os SUV subiram vendas: o i-Pace, o E-Pace e os Range Rover e Range Rover Sport.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)

Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)

Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)

Deixe um comentário

Please Login to comment